Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Outra mulher diz ter sido vítima de violência sexual na Paulista

O caso aconteceu no início da tarde desta quarta (30), dentro de um ônibus

Por Catherine Barros Atualizado em 30 ago 2017, 15h05 - Publicado em 30 ago 2017, 14h59

No início da tarde desta quarta-feira (30), mais uma mulher diz ter sido vítima de violência sexual na Avenida Paulista. Por volta das 13h30, a Polícia Militar recebeu um chamado a respeito de uma moça assediada dentro de um ônibus da linha Lapa/Vila Mariana na via, esquina com a Rua Augusta.

  • A cantora Juliana de Deus, de 25 anos, explicou a situação em depoimento ao portal G1. “Estava sentada ao lado dele. Ele começou a passar a mão no meio seio e eu comecei a me ligar. ‘Sai de perto, sai de perto!’ As mulheres ao redor também começaram a se revoltar”, disse a moça. 

    Segundo informações da Polícia Militar, ambas as partes foram encaminhadas para a 78° Delegacia de Polícia, nos Jardins. O acusado assinou um termo circunstanciado de importunação, que registra o crime de incomodar alguém em lugar público ou acessível ao público de modo ofensivo ao pudor. Ele será julgado.

    É o segundo caso do tipo em 24 horas ocorrido na Paulista. A violência sexual desta terça (29) se deu por volta das 13h20, na altura da Alameda Joaquim Eugênio de Lima, em um veículo da linha Metrô Ana Rosa/Morro Grande. De acordo com a PM, o rapaz chegou a ejacular sobre uma mulher a bordo do veículo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade