Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Araraquara adota barreiras sanitárias e suspende transporte contra Covid

Prefeitura também fechou postos de combustível e suspendeu o transporte coletivo, além de criar um sistema de ‘premiação’ para fiscais 

Por Redação VEJA São Paulo 31 mar 2021, 13h06

A gestão municipal de Araraquara antecipou dois feriados, para esta quarta e quinta-feira (1), e também criou barreiras sanitárias para visitantes na cidade. Além disso, a partir desta quarta-feira (31), a circulação de pessoas será restrita até o domingo (4). O objetivo é ampliar o isolamento social nesses cinco dias. 

Primeira a adotar o lockdown no estado, Araraquara registrou queda em novos casos de Covid-19, ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e de mortes. Em decisão feita na terça-feira (30), a prefeitura optou por outras medidas nesta semana. 

Até o próximo domingo (4), visitantes devem apresentar nas barreiras sanitárias um teste negativo para Covid-19 feito em até 48 horas, no máximo. Também será necessário justificar o motivo da visita. 

O comércio e postos de combustíveis permaneceram fechados no período. O transporte coletivo não funcionará e a circulação estará permitida apenas para quem trabalha com serviços essenciais ou esteja se deslocando para alguma atividade essencial. 

Também será proibido reuniões com mais de cinco pessoas. Bares e restaurantes estão autorizados a atender por delivery. Sistema de drive-thru e retirada estão proibidos.

Prêmios por fiscalização

A prefeitura de Araraquara também criou um sistema de premiação para os fiscais, guardas civis municipais e agentes de trânsito que flagrarem irregularidades.

Com contabilização mensal, a pontuação no mês pode ir no máximo até 1.216 pontos, e cada um representa R$ 1 a mais no salário. Ou seja, o funcionário pode receber até R$ 1 216 a mais. 

O sistema de pontuação funciona da seguinte forma: toda fiscalização feita vale 1 ponto. Casos de aglomeração valem 1,5 ponto e flagrante de pessoas sem máscara nas ruas totalizam 2 pontos.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

  • Continua após a publicidade
    Publicidade