Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Anvisa interdita lote de leite condensado

Procurada, a empresa responsável informou que solicitou análise da mesma remessa e laudo não apresentou irregularidade

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 15 set 2017, 18h45 - Publicado em 15 set 2017, 18h43

Um lote do leite condensado da marca Fazendeira foi interditado em todo território nacional pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta quinta-feira (14) após resultado insatisfatório na contagem de Estafilococos Coagulase Positiva.

Segundo a Anvisa, estafilococo consiste em um tipo de bactéria relativamente comum, mas que pode provocar dor de barriga e vômitos. A medida é preventiva e vale por noventa dias até que seja feita a contraprova.

O lote interditado é o de número 0681M1, com validade até 17/1/2018. O leite condensado é fabricado pela empresa Baduy e Cia Ltda, de Ituiutaba, em Minas Gerais.

Procurada pela reportagem, a companhia informou que solicitou a realização de laudo técnico para pesquisa de microrganismos, incluindo contagem de Estafilococos Coagulase Positiva no mesmo lote, e o documento não apresentou nenhuma irregularidade. Eles pretendem levar a contraprova à Anvisa.

“A Baduy e Cia. é uma empresa que está há 80 anos no mercado de produtos laticínios e se preocupa com a qualidade e com o controle microbiológico efetivo de todos os produtos. Acreditamos se tratar de um equívoco que será esclarecido. A empresa está adotando todas as medidas necessárias para o rápido esclarecimento e, desde já, nos colocamos a disposição através do SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor), cujo contato se encontra na embalagem de nossos produtos, para quaisquer outros esclarecimentos.”

Continua após a publicidade

Publicidade