Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Alexandre Baldy pede demissão e deixa Secretaria de Transportes

O secretário executivo Paulo Gali irá assumir seu lugar na pasta estadual

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 18 out 2021, 12h51 - Publicado em 18 out 2021, 12h40

Alexandre Baldy, secretário estadual de Transportes Metropolitanos, pediu demissão nesta segunda-feira (18). O secretário executivo Paulo Gali irá assumir seu lugar.

Baldy deve concorrer nas eleições por uma vaga no Senado por Goiás, em 2022. Ele chegou a ser preso pela Polícia Federal em agosto de 2020, em investigações que não tinham a ver com sua atuação como secretário de Transportes, e foi substituído por Gali na época.

Anteriormente, Alexandre Baldy foi eleito deputado federal em Goiás e escolhido como ministro das Cidades no governo Temer. A Polícia Federal suspeitou do uso da influência desses cargos para participar e ganhar percentual em cima de contratos.

Baldy negou as acusações. “O secretário tem sua vida pautada pelo trabalho, correção e retidão. Sempre esteve à disposição para esclarecer qualquer questão, jamais foi questionado ou interrogado, com todos os seus bens declarados, inclusive os que são mencionados nesta situação”, dizia a nota em sua defesa. 

+Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Continua após a publicidade

Publicidade