Clique e assine com até 89% de desconto

“Agora quem dá bola é o Doria”, brincou Alckmin

Convidado de honra para a posse de João Doria, governador não economizou elogios ao novo prefeito e prometeu parcerias entre estado e município

Por Mariana Rosário Atualizado em 1 jan 2017, 20h18 - Publicado em 1 jan 2017, 20h05

Durante a transmissão do cargo de prefeito de São Paulo, realizada na tarte deste domingo (1º) no Teatro Municipal, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e o novo titular João Doria (PSDB) trocaram elogios e se disseram dispostos a muitas parcerias entre a Prefeitura e o governo do Estado, prometendo uma gestão “histórica” na capital paulista.

Alckmin foi um dos convidados de honra do evento e também fez seu discurso, em alguns momentos ovacionado por parte da plateia ao som de alguns gritos de “presidente”. O governador lembrou que ele e Doria são santistas e que seriam a partir de agora como “Coutinho e Pelé, os reis da tabelinha”. Ao final, Alckmin ainda fez uma adaptação do hino Leão do Mar, tradicional do time da baixada santista. “Agora quem dá bola é o João Doria”, brincou.

O atual prefeito agradeceu em seu discurso e disse de maneira empolgada que “Com Geraldo Alckmin, colocaremos o Brasil nos trilhos” fazendo um aceno à candidatura do tucano à Presidência da República em 2018. Outros caciques do PSDB parecem não estar tão empolgados com a dobradinha Alckmin-Doria. Na plateia tomada por líderes políticos, comentava-se a ausência de José Serra, atual ministro do governo Temer, e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Sobre este último, Doria fez questão de dizer que o mesmo, apesar de estar em uma viagem internacional com a esposa, lhe enviou os cumprimentos via WhatsApp.

  • Publicidade