Acidentes de trânsito fatais caem 30% no mês de janeiro

Em janeiro de 2017, foram contabilizadas 60 mortes contra 86 em dezembro de 2016, de acordo com dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito

O número de acidentes de trânsito fatais ao longo do mês de janeiro caiu 30% na capital em relação a dezembro de 2016. No primeiro mês de 2017, foram contabilizadas 60 mortes contra 86 no mês anterior , de acordo com dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, o Infosiga, elaborado pelo governo estadual. A queda foi de 25% na comparação com janeiro de 2016, quando foram registrados 81 óbitos.

Em janeiro deste ano, os atropelamentos foram as principais causas de mortes no trânsito e representaram 40% das ocorrências, ou 24 casos. Os acidentes com motocicletas aparecem em segundo lugar com 35% das mortes.

Um atropelamento fatal e uma morte de motociclista foram registradas nas marginais Pinheiros e Tietê, respectivamente. No fim de janeiro, a gestão Doria determinou o aumento no limite de velocidade nas marginais para 90 km/h na pista expressa, 70 km/h na pista central e para 60 km/h na pista local, com exceção da faixa da esquerda, que manteve o limite de 50 km/h.  Em dezembro de 2016, foram registradas seis mortes de trânsito nas marginais: dois pedestres morreram na Pinheiros e quatro motociclistas também perderam a vida nas duas vias. A comparação com janeiro do ano anterior não foi possível porque o Infosiga disponibiliza os dados de acordo com o endereço das ocorrências somente a partir de setembro.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfico (CET), em 2016 houve redução de 54% no número de mortes por acidente de trânsito nas Marginais do Tietê e do Pinheiros em comparação com o ano anterior. Segundo o secretário municipal de Transportes, Sergio Avelleda, ao longo do ano passado 21 pessoas morreram em acidentes de trânsito nas duas Marginais, contra 46 ocorrências em 2015. O total de acidentes com vítimas também caiu de 740 para 460 no mesmo período

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Gente olha como essa matéria é manipuladora. A matéria fala de acidentes na cidade toda e diz que não houve redução de velocidades.
    Mas não houve mesmo. A redução já aconteceu antes. Então as mortes continuam a cair após a redução ter acontecido.
    O único lugar que subiu foi na marginal, mas a matéria não trata do aumento na marginal. Ela somente trata da cidade como um todo, onde a redução já foi feita!
    Mano do céu. Manipulação descarada

  2. Claudio MOREIRA JUNIOR

    Vale lembrar que o aumento da redução da velocidade nas marginais começou no dia 26/01/2017 ou seja no mês de janeiro houve apenas 5 dias com a nova velocidade. Vamos ver no mês de fevereiro.