Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Acidentes de trânsito fatais caem 30% no mês de janeiro

Em janeiro de 2017, foram contabilizadas 60 mortes contra 86 em dezembro de 2016, de acordo com dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito

Por Mariana Zylberkan Atualizado em 21 fev 2017, 10h21 - Publicado em 21 fev 2017, 10h19

O número de acidentes de trânsito fatais ao longo do mês de janeiro caiu 30% na capital em relação a dezembro de 2016. No primeiro mês de 2017, foram contabilizadas 60 mortes contra 86 no mês anterior , de acordo com dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, o Infosiga, elaborado pelo governo estadual. A queda foi de 25% na comparação com janeiro de 2016, quando foram registrados 81 óbitos.

  • Em janeiro deste ano, os atropelamentos foram as principais causas de mortes no trânsito e representaram 40% das ocorrências, ou 24 casos. Os acidentes com motocicletas aparecem em segundo lugar com 35% das mortes.

    Um atropelamento fatal e uma morte de motociclista foram registradas nas marginais Pinheiros e Tietê, respectivamente. No fim de janeiro, a gestão Doria determinou o aumento no limite de velocidade nas marginais para 90 km/h na pista expressa, 70 km/h na pista central e para 60 km/h na pista local, com exceção da faixa da esquerda, que manteve o limite de 50 km/h.  Em dezembro de 2016, foram registradas seis mortes de trânsito nas marginais: dois pedestres morreram na Pinheiros e quatro motociclistas também perderam a vida nas duas vias. A comparação com janeiro do ano anterior não foi possível porque o Infosiga disponibiliza os dados de acordo com o endereço das ocorrências somente a partir de setembro.

    De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfico (CET), em 2016 houve redução de 54% no número de mortes por acidente de trânsito nas Marginais do Tietê e do Pinheiros em comparação com o ano anterior. Segundo o secretário municipal de Transportes, Sergio Avelleda, ao longo do ano passado 21 pessoas morreram em acidentes de trânsito nas duas Marginais, contra 46 ocorrências em 2015. O total de acidentes com vítimas também caiu de 740 para 460 no mesmo período

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade