Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Abaixo assinado pede transferência da “ursa mais triste do mundo”

Conhecida como Marsha, a mamífera sofre com o calor da Teresina, cidade onde vive

Por Mariana Gonzalez 3 nov 2017, 13h17

A ursa Marsha vive no Parque Zoobotânico de Teresina, no Piauí, e ficou conhecida na internet como “a ursa mais triste do mundo”.

Isso porque, de acordo com órgãos de defesa dos animais e organizações da sociedade civil, a mamífera sofre com o excesso de calor do Nordeste e é alimentada com ração de cachorro pela equipe do zoológico. 

  • Na tentativa de transferir Marsha para o zoológico de um estado com temperaturas mais baixas, adequado às suas condições de sobrevivência, um abaixo assinado foi criado pela organização Avaaz e já reúne quase 120 000 assinaturas.

    “Pedimos que autorizem a transferência da ursa Marsha para um local adequado, para que ela pare de sofrer com o calor e onde possa ser alimentada com dignidade!”, dizem os organizadores do abaixo-assinado, que têm sua identidade preservada pelo site.

    A vereadora Teresa Britto (PV) fez um discurso na Câmara Municipal de Teresina em defesa da ursa. Em sua fala, ela denuncia que o Secretário Estadual de Meio Ambiente do Piauí Luiz Henrique Sousa de Carvalho nega a transferência de Marsha. 

    “É um animal que vive em local totalmente diferente de seu habitat natural e que está sofrendo muito aqui em Teresina. É impossível garantir o bem-estar deste animal em um clima como o nosso”, critica. [protected-iframe id="32b044345e49725cad7ca2d81fd7938f-114456563-114098749" info="https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fteresabritto%2Fvideos%2F1436479509722056%2F&show_text=0&width=560" width="560" height="315" frameborder="0" style="border:none;overflow:hidden" scrolling="no"]

    A transferência da ursa mobilizou a ativista Luisa Mell, que compartilhou a campanha nas redes sociais. Confira:

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade