Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A Opinião do Leitor

Cartas da edição 2509

Por Redação VEJA São Paulo 22 dez 2016, 23h00

Religião 

As ideias, os sermões, as atitudes e o exemplo do reverendo Aldo fazem com que os que participam de suas missas saiam com mensagens positivas para enfrentar os desafios de sua vida (“Missa sem preconceito”, 21 de dezembro). Parabéns a VEJA SÃO PAULO pela reportagem. Orlando Galvão

Ele realizou meu casamento há quinze anos. Trata-se de um líder espiritual maravilhoso e antenado com os tempos modernos. Além disso, ele ajuda concretamente a sociedade. Denise Horato

Natal 

A decoração na Avenida Paulista atraía turistas e incentivava o comércio, ou seja, trazia dinheiro para a capital (“Natal sem muito brilho”, 21 de dezembro). Enfeitar a cidade é investimento. Luiz de Castro, via Facebook

São tempos difíceis para todos. Certas tradições podem ser deixadas de lado porque há outras prioridades. Linho Pereira, via Facebook

Saúde 

Tem homem que prefere pôr a saúde em risco comprando esses remédios dos quais nem sabe a procedência a ir a um médico (“O ‘Viagra’ paraguaio”, 21 de dezembro). Saúde é coisa séria. Eliana Brunharo, via Facebook

Continua após a publicidade

Crime 

Que vergonha desses juízes do Brasil. Esse rapaz precisa acertar as contas com a Justiça (“Crime sem castigo”, 21 de dezembro). Estava bêbado e matou uma inocente. Connie Forrest, via Facebook

Açougue 

A carne deve ser ótima (“Açougueira com estilo”, 21 de dezembro). Só acho que, se ela está preocupada com o bem-estar dos bois, deveria botá-los para pastar em um capim alto, com sombra e água fresca até o fim da vida. Se eu fosse boi, trocaria fácil o Mozart do confinamento pela liberdade. Sebastião Ribeiro, via Facebook

Correção 

O Jockey Club já sediou festas de Ano-Novo no passado (“Réveillon no Jockey”, 21 de dezembro).

Continua após a publicidade
Publicidade