Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e das bebidas

Bartender que resolveu maneirar na bebida ensina drinque sem álcool

Titular do Beefbar, no Jardim Paulista, Japores dá a receita de um amaretto sour sem uma gota de destilado

Por Saulo Yassuda Atualizado em 23 jul 2021, 17h42 - Publicado em 23 jul 2021, 06h00

Bartender que evita ao máximo beber? São poucos. Um deles é o Diogo Sevilio, que me contou sobre sua delicada história com o álcool em uma reportagem (leia aqui). Outro exemplo é o bartender Ricardo Takahashi, o Japores, que afirma evitar a bebida o quanto pode. “Tive um problema de saúde em relação a gordura no fígado. E o machucou bastante. Então tive que diminuir”, conta. “Era uma esteatose hepática severa.”

Japores é bartender do Beefbar, no Jardim Paulista, onde manda bem nos drinques com e sem álcool. Ele conta que se deparou com a enfermidade nove anos atrás, aos 21 anos, quando pesava 165 quilos. “O médico falou: ‘você está com os dois pés na cova, é só empurrar'”, narra.  Desde então, faz dieta com nutricionista (“meu irmão, no caso”) e garante que não larga a alimentação equilibrada. Atualmente, pesa 88 quilos.

Formado em gastronomia, o bartender diz que começou a beber na época em que entrou no mercado de trabalho, aos 18 anos, em uma cozinha profissional. “Antes, eu era atleta do Clube do Banco do Brasil, carateca, não fazia consumo algum de álcool, narguilê…”, diz. Mas as esticadas regadas a cervejas e coquetéis após o expediente cresceram muito — e as doses de destilado eram sorvidas com muita facilidade.

Drinque claro com espuma branca recebendo pedaço de chocolate com pinça escrito Beefbar.
Amaretto sour: é possível fazer a versão sem álcool Neuton Araújo/Divulgação

Após a notícia médica, o bartender conta que “mudou de mindset”. Naquela altura, começava a trabalhar em cruzeiros. Fazia drinques e cafés e evitava ingerir álcool ao máximo, mas não deixava de experimentar o que era novidade para ele. De volta a São Paulo, cinco anos depois, passou pelos balcões dos bares Obeliscos e SubAstor. Chegou, em algumas noites, a exagerar na bebida. Mas foram eventos isolados, garante.

Na hora de criar coquetéis, ele diz se valer de harmonizações clássicas em vez de ir na tentativa e erro. E, quando está no balcão, só experimenta a mistura antes de mandar ao cliente (sabe quando os cozinheiros testam o sal?) quando é um coquetel que não prepara há muito tempo. “Quando tem lançamento de carta de algum amigo ou algum amigo está está em um campeonato e quer que eu prove o drinque dele, peço um shotzinho pequeninho e bebo água com gás ou drinque sem álcool junto”, conta

Para quem está a fim de diminuir o consumo de álcool, pedi para o Japores mandar uma receita de coquetel aos leitores do blog. Aí vai:

 

AMARETTO SOUR SEM ÁLCOOL

Rendimento: 1 coquetel

Continua após a publicidade

Ingredientes
– 22,5 ml de xarope de amaretto
– 30 mililitros de limão-siciliano
– 45 mililitros de água sem gás
– 1 clara de ovo

Modo de preparar
Bater os ingredientes em uma coqueteleira com gelo, de forma vigorosa, até sentir que tudo se encorpore bem e ganhe volume. Servir e um copo com gelo.

 

Assine a Vejinha a partir de 8,90 mensais

Valeu pela visita! Tem alguma novidade para me enviar? Meu e-mail é saulo.yassuda@abril.com.br

Também estou no Instagram: @sauloyassuda

E, olha só, voltei ao Twitter: @sauloy

Continua após a publicidade
Publicidade