Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e das bebidas

Em novo bar de Pinheiros, dá para beber “1 real” de chope

O endereço da cervejaria gaúcha Perro Libre dispõe de torneiras nas quais o cliente se serve e escolhe o quanto quer tomar

Por Saulo Yassuda Atualizado em 3 ago 2018, 16h41 - Publicado em 3 ago 2018, 16h19

Cervejaria gaúcha cheia de personalidade, a Perro Libre acaba de abrir um bar em São Paulo. O espaço foi inaugurado na quinta (2) em Pinheiros, depois de duas semanas em soft-opening.

A casa fica na Rua Cunha Gago, 83, encaixada em um edifício de flats e, curiosamente, ao lado de outro bar dedicado a chopes artesanais, o Ambar. “Vamos fortalecer a rua juntos”, diz Thiago Galbeno, sócio da Perro Libre ao lado de Alberto Galbeno e Lucas Sperotto.

Nascida em 2014 em Porto Alegre, a Perro Libre é uma cervejaria cigana, sem lugar próprio para a produção, atualmente conferida ao Brew Center, em Ipeúna (SP). Em março de 2017, a marca inaugurou o primeiro bar, o Perro Libre Tap Room, no bairro de Moinhos de Vento, em Porto Alegre, que acabou eleito o bar revelação na edição VEJA COMER & BEBER da cidade.

Alberto Galbeno, Lucas Sperotto e Thiago Galbeno: sócios da Perro Libre Marcelo Liotti/Divulgação

Self-service

O sistema de funcionamento da casa é dos mais curiosos. No caixa, o cliente ganha uma comanda (que pode ser levada para casa) e coloca créditos pré-pagos nela. Dirige-se, então, às chopeiras — com quinze torneiras ao todo –, e escolhe o que vai beber. Basta encostar o cartão no equipamento e retirar a dose desejada. “Tu pode se servir de 1 real de cada cerveja, se quiser”, diz o sócio Thiago Galbeno.

Para beber

Os chopes fixos da Perro Libre são Neo Pils (pilsen da casa), american pale lager, APA e IPA. As outras torneiras são ocupadas por títulos temporários (a maioria da própria marca) e estão sempre em revezamento, como o Salar Uyuni Goze, um sour com um toque de sal do Salar de Uyuni, na Bolívia, mais caju e cajá. Beber 100 mililitros (1/3 de copo) da Neo Pils, a mais barata, custa 4,30 reais. Um diferencial local é que os barris ficam em câmaras frias de diferentes temperaturas (0º, 2º, 4º e 6º C), de acordo com cada estilo. “A pilsen, servimos a 0ºC, e a stout, que é mais alcoólica e complexa, a 6ºC”, diz Thiago. A oferta líquida se completa com cervejas da Perro Libre enlatadas e drinques feitos com a bebida.

Continua após a publicidade

O ambiente

O salão conta com mesas coletivas e abriga até 33 clientes. Com as mesas do deque e do jardim, a capacidade cresce para 120 lugares. A ideia é que a galera circule à vontade.

De comer

O cardápio tem pedidas de inspiração latino-americano e foi criado pela boliviana Monica Galbeno, mulher do sócio Alberto e mão de Thiago. Bolívia, Peru, Uruguai e Brasil se encontram no menu, que apresenta sugestões como ceviche de peixe branco (36 reais) e sanduíche de lula com cebola caramelada, bacon e maionese de ají no pão de leite (39 reais).

PERRO LIBRE PINHEIROS
Onde: Rua Cunha Gago, 83, tel (11) 3562-8070, perto da estação Faria Lima
Quando: de terça a quinta, das 17h à 0h; sexta até 1h; sábado das 12h à 1h; domingo das 15h às 21h
Quanto: o preço de 100 mililitros de cerveja custa a partir de 4,30 reais

Que bom que você veio até aqui. Comente neste post ou me escreva no e-mail saulo.yassuda@abril.com. Siga minhas novidades no Instagram @sauloy.

Continua após a publicidade

Publicidade