Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e das bebidas

A cerveja na calçada está oficialmente liberada em São Paulo

A ocupação de áreas externas de bares e restaurantes estava vetada desde o início da reabertura

Por Saulo Yassuda Atualizado em 24 jul 2021, 15h49 - Publicado em 24 jul 2021, 15h39

Boa notícia a quem ama tomar uma cervejinha na rua. A Prefeitura de São Paulo permitiu que donos de bares e restaurantes voltem a colocar mesas e cadeiras na calçada. A prática estava vetada desde o início da reabertura, no ano passado, com o intuito de evitar aglomerações. Apenas alguns poucos lugares podiam funcionar no passeio público, como aqueles que fazem parte do projeto Ocupa Rua.

Mas, com o avançar da flexibilização, muitos estabelecimentos passaram a servir comes e bebes na área externa, ainda que não fosse permitido oficialmente. Boa parte da freguesia apoiava o convescote — ficar ao ar livre, afinal, é muito mais seguro, como vimos em estudos científicos mais recentes. Mas é necessário ter responsabilidade e evitar que esses espaços fiquem muito cheios.

O Diário Oficial deste sábado (24) publicou o decreto, que diz que “fica autorizada a retomada da vigência e da concessão dos Termos de Permissão de Uso para a ocupação de mesas, cadeiras e toldos nos passeios públicos por bares, confeitarias, restaurantes, lanchonetes e assemelhado”. Ou seja, quem já tinha a permissão de ocupar a calçada (o TPU) pode agora fazê-lo de maneira oficial. E, sim, é necessário obedecer a limitação de capacidade indicada pelo Plano São Paulo, do governo do estado.

A realização de feiras, convenções, congressos e outros eventos, com exceção de festas, também foi liberada na cidade. A reportagem de capa da Vejinha da semana fala sobre esse novo momento. De balada a Fórmula 1, São Paulo prepara a retomada gradual, e o governo fará cinquenta eventos-teste com aglomerações controladas (leia aqui).

Valeu pela visita! Tem alguma novidade para me enviar? Meu e-mail é saulo.yassuda@abril.com.br

Também estou no Instagram: @sauloyassuda

E, olha só, voltei ao Twitter: @sauloy

Assine a Vejinha a partir de 8,90 mensais

  • Continua após a publicidade
    Publicidade