Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Na Plateia Tudo sobre teatro

Peça do Grupo Tapa tem Picasso sendo interrogado por agentes nazistas

Montagem presencial acontece no Teatro Aliança Francesa, na Consolação

Por Saulo Yassuda Atualizado em 19 ago 2021, 18h22 - Publicado em 20 ago 2021, 06h00

Aos poucos, os palcos paulistanos voltam a receber plateia. O do Teatro Aliança Francesa é um deles, com 52 espectadores por sessão. O espetáculo que marca o retorno da sala é Um Picasso, dirigido por Eduardo Tolentino de Araujo. Trata-se da primeira peça que o Grupo Tapa monta com público presente desde março de 2020.

Na história escrita pelo americano Jeffrey Hatcher, o pintor espanhol Pablo Picasso (1881-1973), interpretado por Sergio Mastropasqua, discute com uma agente do Ministério da Propaganda Nazista, representada por Clara Carvalho. Durante a ocupação alemã de Paris, no início da década de 40, o artista é interrogado em um porão, que funciona como depósito de obras de arte e onde acontece a prática de tortura, em um embate sobre arte, política e outros assuntos (80min). 14 anos.

Teatro Aliança Francesa. Rua General Jardim, 182, Consolação. Qui. a sáb., 20h. Dom., 17h. R$ 40,00 ou R$ 60,00. Vendas somente pelo grupotapa.com.br. Até 26 de setembro.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 25 de agosto de 2021, edição nº 2752

  • Continua após a publicidade
    Publicidade