Conheça Now United, o grupo multinacional que conquistou os adolescentes

Os 14 integrantes de países diferentes unidos por Simon Fueller, criador do American Idol, roubaram a cena no Meus Prêmios Nick 2019

O Meus Prêmios Nick 2019 foi ao ar no sábado (19), às 19h, na Nickelodeon. Mas o show mesmo aconteceu na noite da última quarta (16). Passaram por lá youtubers, celebridades da TV e alguns grupos e cantores, como Melim e Di Ferrero. Mas ninguém fez tanto barulho quanto os fãs de Now United, que receberam o zepelim de Fandom do Ano.

Os catorze jovens, cada um de um país diferente, somam mais de 237 milhões de visualizações em seu canal no Youtube. Não tocam instrumentos, mas cantam e constroem coreografias bem sincronizadas – e a plateia teen vibra com as canções, e alguns pais até arriscaram uma dancinha durante a performance no Credicard Hall. O grupo também concorria para Artista Internacional, título que ficou para o sul-coreano BTS.

A ideia surgiu em 2016, quando Simon Fueller, criador dos reality shows Idols e American Idols viajou o mundo em busca de artistas talentosos com o objetivo de criar um grupo de pop global. A formação final foi estabelecida em 2017, quando foi divulgada a primeira música, Summer In The City. O Brasil é representado por Any Gabrielly, de 17 anos, que se tornou conhecida por dublar a versão brasileira de Moana, animação da Disney.

Além das músicas, eles mantêm um reality show semanal no Youtube, onde compartilham com os fãs as diferentes experiencias que vivem nos países pelos quais passam. Nos vlogs, acontece todo tipo de coisa: tatuagens de henna, yoga em grupo e até ordenha de cabras. Também há um documentário que explica a origem do grupo e a escolha de cada integrante. Você pode descobrir um pouco sobre cada um deles abaixo:

Diarra Sylla – Senegal, 18 anos

View this post on Instagram

🏀 @olivier_dalmeida

A post shared by Diarra Sylla Nowunited (@diarrasyllalofficiel) on

Performou pela primeira vez aos 6 anos, e desde então sabia que queria ser cantora. Quem não gostou muito foi a mãe, que queria que a filha fosse presidente ou ministra. Só deixou a garota participar de uma competição de música em 2015. Era o Sen Petite Galé, uma das mais importantes do gênero no continente africano. Diarra ganhou o concurso e, a partir daí, a família mudou de posicionamento.

Lamar Morris – Reino Unido, 19 anos

View this post on Instagram

☀️ 📸: @samuel.victoria

A post shared by Lamar (@lamar_hype) on

É ator, cantor e dançarino. Já atuou no curta-metragem Ruined: Deal With It Like a Man e em uma série inglesa chamada The Hour. Atualmente está afastado do grupo por conta de sua rotina de estudos.

Sabina Hidalgo – México, 20 anos

View this post on Instagram

A strong soul shines after every storm ⚡️

A post shared by Sabina Hidalgo (@sabinahidalgo) on

Os pais sempre apoiaram o sonho da garota de dançar, mas nas escola ela sofreu bullying quando falava sobre isso. Muito animada, é apaixonada pelo estilo reggaeton.

Shivani Paliwal – Índia, 17 anos

View this post on Instagram

🦚

A post shared by Shivani Paliwal (@shivaniipaliwal) on

O nome foi dado pelo avô porque a menina nasceu em Shivatri. Dança em competições de música desde os 3 anos de idade e e é a única garota rapper do grupo.

Sofya Plotnikova – Rússia, 16 anos

View this post on Instagram

Ph @kristikmr

A post shared by Sofya Plotnikova (@sofyaplotnikova) on

Sofya conta em seu vídeo de apresentação que começou a dançar antes mesmo de aprender a andar. Antes do projeto começar, estava estudando em uma das melhores escolas de balé na Rússia, onde uma professora costumava desencorajá-la constantemente. Então, disse para a mãe que “Se eu continuar aqui, serei uma dançarina. Mas, se eu for para a América, serei uma grande dançarina”.

Any Gabrielly – Brasil, 17 anos

Any foi separada da mãe ainda muito jovem após alguns problemas legais com o padastro. A garota foi viver com sua tia, que a ensinou a cantar. Aos nove anos, foi selecionada para interpretar Nala em O Rei Leão, musical da Broadway que passou pelo Brasil em 2013. Pouco antes das audições para o Now United, dublou a versão brasileira do filme Moana.

Noah Urrea – Estados Unidos, 18 anos

View this post on Instagram

😊😊😊😊😊

A post shared by 🦋 (@noahurrea) on

Atua, dança e canta desde os 10 anos de idade. Participou de The Fosters como Todd e do filme O Natal de Madea, como Bailey. Também toca guitarra, bateria, baixo e piano.

Krystian Wang – China, 19 anos

View this post on Instagram

centered

A post shared by 𝔨𝔦𝔫𝔤 𝔨𝔯𝔶𝔰 (@krystianwang) on

Nasceu em Pequim em uma família artística: o pai é um ator militar e a mãe é atriz e modelo. Foi estudar em Nova York quando era adolescente e foi aí que decidiu se lançar como cantor. Participou do concurso chinês Super Boy antes de entrar para o Now United.

Bailey May – Filipinas, 17 anos

Os pais são cantores e se conheceram quando performavam em um cruzeiro. Bailey queria ser jogador de futebol profissional desde que a família se mudou das Filipinas para a Inglaterra. Em 2016, o pai gravou um vídeo de 30 segundos do garoto cantando Beautiful Girls, de Sean Kingston. O trecho se tornou viral em poucas horas e a partir daí o garoto se tornou conhecido nas redes sociais e passou a participar de programas de TV.

Hina Yoshihara – Japão, 18 anos

View this post on Instagram

久しぶりに浴衣着た〜👘♥️

A post shared by Hina Yoshihara (@hina_yshr) on

Ela performou pela primeira vez aos 7 anos, como líder de torcida na escola, e depois foi para o hip hop. Hina não fala inglês, o que por vezes é uma barreira com os colegas de grupo, mas consegue se comunicar com o público através de sua dança.

Heyoon Jeong – Coreia do Sul, 23 anos

View this post on Instagram

Heart filled with gratitude🦋

A post shared by Heyoon Jeong (@heyoon_jeong) on

Começou a dançar balé por volta dos 3 anos e, desde então, soube que faria isso pelo resto da vida. Se mudou para Seoul há dois anos e passou a praticar mais intensamente. A performer chega a passar três dias fora de casa, sempre no estúdio, treinando.

Sina Deinert – Alemanha, 21 anos

Sina começou a dançar balé quando era uma garotinha e depois foi para o hip hop por conta de uma competição na escola. Ela rejeitou o convite para as audições do Now United quatro vezes antes de ser selecionada por medo de não ser boa o suficiente.

Joalin Loukamaa – Finlândia, 18 anos

Joalin nasceu na Finlândia, mas atualmente mora no México com a família. Sua mãe se casou de novo e o casal abriu uma escola de dança no país. Com a ajuda do padastro, ela entrou em contato com o break dance.

Josh Beauchamp – Canadá, 19 anos

View this post on Instagram

Irra

A post shared by Josh Beauchamp (@joshbeauchamp) on

Em seu país, dança é um esporte dominado por meninas, o que fez com que Josh sofresse algum bullying por parte dos colegas. Dentre os garotos que dançavam, o problema foi outro: a rivalidade se instalou quando o rapaz passou a vencer as competições de dança.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s