Fast-foods das décadas passadas

Grandes nomes que deveriam voltar ao Brasil

A “geração fast-food” de hoje, tão acostumada às diversas opções de comida rápida na cidade, não imaginam o caminho que esse tipo esse tipo de opção de refeição teve que enfrentar para chegar até aqui. Quando o McDonald´s inaugurou sua primeira loja na cidade, na Avenida Paulista, em 1981, deu início a um hábito de consumo que faz parte corriqueira das nossas vidas hoje em dia, mas que era raro naquela distante década de 80.

Graças a uma administração bem feita e adaptada ao mercado brasileiro, o McDonald´s não só sobreviveu esses anos todos, como continua crescendo. E outros grandes nomes desse segmento também resolveram investir em nosso país, como o Burger King e o Taco Bell.

Mas, outras grandes redes não tiveram a mesma sorte. Marcas de origem americana, os maiores especialistas em fast-food do mundo, pisaram em solo nacional por algum tempo, mas acabaram deixando o país por um motivo ou outro. Redes gigantes como a Pizza Hut e o KFC, que fizeram enorme sucesso por aqui nos anos 80, acabaram deixando o país, mas felizmente retornaram. Entretanto, algumas que deixaram muita saudade, apesar de anunciarem planos para retorno, ainda não concretizaram esse nosso sonho. Relembre algumas delas:

 

• Jack in the box
Presente em São Paulo desde os primeiros anos da década de 70, o Jack in the Box viu seu auge na década seguinte. As lojas, seis no total, eram confortáveis e bem produzidas e aconhegantes, até os bancos eram acolchoados. A loja da Brigadeiro Luiz Antônio, quase esquina com a Paulista, era a mais badalada da rede. Os maiores sucessos da lanchonete eram os tacos mexicanos, a bomba de chocolate e o inesquecível hambúrguer Jumbo Jack com Queijo. A rede deixou o Brasil em 1988 e suas lojas foram compradas pelo Bob´s.

 (Reprodução/)

• Arby´s
A proposta inovadora da rede era substituir os já tradicionais hambúrgueres das redes de fast food por rosbife. Havia uma série de sanduíches diferentes, com pães especiais (o de cebola era imbatível), todos deliciosamente recheados com um rosbife bem temperado. A opção de sanduíche de rosbife com cheddar era uma das mais pedidas. Outra vedete da rede eram as batatas Curleys, cortadas em forma de mola e levemente apimentadas. Existiam 17 lojas na cidade, mas a presença da rede no Brasil durou somente 7 anos, de 1992 a 1999. Desde 2014 há notícias de que a rede tenta voltar ao Brasil.

 (Reprodução/)

 

• Bônus: Dunkin´ Donuts
Apesar de não ser uma rede de fast-food no sentido tradicional, o Dunkin´ Donuts também deixou saudades porque seus produtos eram o complemento perfeito depois de uma lanchonete. Desde 1985, a rede esteve presente no Brasil, tentando se adaptar ao gosto brasileiro. Orinalmente dedicada aos famosos donuts de que Homer Simpson tanto gosta, as lojas serviram até sopas por um tempo, mas acabaram fechando as portas em 2005. Recentemente, a rede está tentando uma nova investida no mercado nacional, reabrindo algumas lojas como cafeteria, primeiramente em cidades do centro-oeste brasileiro, e se o negócio der certo, deveremos ter lojas em São Paulo em breve.

 (Reprodução/)

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s