Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Bichos Tudo sobre o mundo pet

Conheça a mulher que resgata animais na Cracolândia

Até a ativista Luisa Mell ajudá-la, a senhora tinha cerca de 100 cães e gatos em casa

Por Carolina Giovanelli 15 jun 2017, 17h50

Até algumas semanas atrás, era difícil entrar na pensão de três andares e 28 quartos gerenciada pela paraibana Maria das Graças Bernardino. Há quinze anos ela vive e trabalha no imóvel situado na Alameda Dino Bueno, na Luz, onde se concentrava a antiga Cracolândia. A senhora de 57 anos ficou conhecida por resgatar animais da região, tarefa iniciada em 2014. Enfrentou viciados que maltratavam suas mascotes e acolheu pets de dependentes químicos em busca de ajuda.

Muitos animais eram deixados em sua porta. “Eles chegam em um estado horrível”, diz. No endereço estavam até semana passada setenta cães e mais de trinta gatos, na maioria vira-latas. Ela gastava cerca de 450 reais por semana com pacotes de ração. “É todo o meu lucro, mas não me arrependo de usá-lo para isso”, afirma. “Os animais me fazem companhia.” O local foi interditado pela prefeitura, e dona Graça, como é conhecida, vai ter de deixá-lo logo.

Na terça, 13, a ativista Luisa Mell levou setenta pets de lá para seu abrigo. “Se eles estiverem bem cuidados, ficarei feliz”, explica a senhora, que diariamente alimenta cães e gatos da Praça Princesa Isabel, onde agora se reúnem os usuários de crack. A história da protetora foi divulgada pela ONG Celebridade Vira-Lata.

  • Publicidade