Clique e assine por apenas 5,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Com as caçarolas na mala: La Brasserie muda-se para o Itaim

Está em contagem regressiva a transferência do francês La Brasserie, para o Itaim. O chef Erick Jacquin serve seu último foie gras em Higienópolis no domingo (8). É a derradeira chance para quem mora no bairro poder desfrutar desse prazer sem usar o carro. Depois disso, o restaurante, premiado como o melhor de sua categoria […]

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 27 fev 2017, 12h21 - Publicado em 5 jul 2012, 18h03

O novo ambiente: em fase de finalização (Foto: divulgação)

Está em contagem regressiva a transferência do francês La Brasserie, para o Itaim. O chef Erick Jacquin serve seu último foie gras em Higienópolis no domingo (8). É a derradeira chance para quem mora no bairro poder desfrutar desse prazer sem usar o carro. Depois disso, o restaurante, premiado como o melhor de sua categoria na última edição “Comer & Beber”, ocupará o mesmo ponto onde funcionou o La Vecchia Cucina, de Sergio Arno, na Rua Pedroso Alvarenga, 1088. Se não houver atrasos, a abertura está marcada para o jantar de quinta (12).

Tradição que se mantém: paleta de cordeiro assada durante seis horas servida com lentilhas (Foto: Ligia Skowronski)

“Farei um cardápio diferente do atual”, adianta o chef. Um dos novos pratos será o canelone de lagostim ao creme de parmesão e redução de vinho do Porto. Das antigas receitas, ficam o pato na panela e o cordeiro assado durante seis horas servido com lentilha. O foie gras aparecerá em versões inéditas.

Sócio da casa, o arquiteto Evandro Andreoni conta que não haverá mudanças estruturais no imóvel do Itaim. “Até a data da inauguração, teremos apenas dezoito dias de reforma”, explica. “Jogarei com cores forte como o vermelho e o ambiente aqui ficará mais alegre do que o de Higienópolis.” Ele também adianta que está investindo no paisagismo e na iluminação do jardim, que deve valorizar o salão durante o jantar. Só não decidiu ainda se manterá o piano. “Embora seja fã de música ao vivo, temos menos espaço aqui. São apenas 75 lugares. Se eliminarmos o piano, ganhamos seis assentos extras.”

Continua após a publicidade

Confira como serão as novas instalações:

#gallery-1 {
margin: auto;
}
#gallery-1 .gallery-item {
float: left;
margin-top: 10px;
text-align: center;
width: 25%;
}
#gallery-1 img {
border: 2px solid #cfcfcf;
}
#gallery-1 .gallery-caption {
margin-left: 0;
}
/* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */

Continua após a publicidade
Publicidade