Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Filhote morre após ser levado de avião de SP para o Rio

Estudante alega que Latam cometeu descuido no transporte do cachorro

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 20 set 2021, 20h08 - Publicado em 20 set 2021, 20h04

Uma estudante relata que o seu cachorro morreu após ser transportado de avião de São Paulo para o Rio de Janeiro no dia 14 de setembro. Gabriela Duque Rasseli, 24, compartilhou o relato nas redes sociais, alegando que o filhote morreu após descaso da companhia aérea Latam.

De acordo com ela, o cãozinho veio a óbito algumas horas depois de chegar de avião no Rio de Janeiro. “Meu cachorro chegou no Aeroporto do Galeão às 13h53 e só me entregaram 15h30. Deixaram meu cachorro no calor, quando ele chegou pra mim já estava quase morto! Eu e minha família estamos devastados”, escreveu Gabriela.

A ativista Luisa Mell compartilhou o post da jovem nas redes sociais. “Cachorro não é bagagem e não devia ser colocado no bagageiro em hipótese alguma”, escreveu.

Em nota para a imprensa, a Latam afirmou que está em contato com Gabriela desde o desembarque do animal. “Nós da Latam nos sensibilizamos muito com o que aconteceu. A companhia reitera que a segurança é um valor inegociável, reforçando que se solidariza com a tristeza vivida pela cliente e que fará tudo que está ao seu alcance para oferecer a assistência necessária neste momento. A empresa esclarece ainda que seguiu todos os procedimentos de aceitação e transporte do pet, que atendem rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais”, diz o texto.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

A post shared by Gabriela Duque Rasseli (@gabid_r)

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

A post shared by Luisa mell (@luisamell)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade