Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

EUA vão suspender restrições de entrada a quem estiver vacinado

Medida vale para todos os países a partir de novembro; Casa Branca não especificou data nem quais imunizantes serão aceitos

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 20 set 2021, 12h33 - Publicado em 20 set 2021, 12h30

As restrições de viagens internacionais para os Estados Unidos serão suspensas a partir de novembro para estrangeiros que estiverem com o esquema vacinal contra a Covid-19 completo, informou o governo norte-americano nesta segunda-feira (20).

A data exata, no entanto, não foi divulgada pela Casa Branca. De acordo com o comunicado, os passageiros que viajarem aos Estados Unidos deverão estar totalmente vacinados e apresentar o comprovante de vacinação antes de embarcar. Também deverá ser apresentado um teste negativo para o vírus três dias antes da viagem.

A medida vale para todos os países e o governo Joe Biden não foi informou até o momento quais vacinas serão aceitas.

“As viagens internacionais são essenciais para conectar famílias e amigos, para abastecer pequenas e grandes empresas, para promover o intercâmbio aberto de ideias e cultura”, disse Jeff Zients, coordenador do combate à pandemia da Casa Branca. “É por isso que, com a ciência e a saúde pública como nosso guia, desenvolvemos um novo sistema de viagens aéreas internacionais que aumenta a segurança dos americanos dentro do país e aumenta a segurança das viagens aéreas internacionais.”

  • Continua após a publicidade
    Publicidade