Bairros

25 motivos para amar Itaquera

Confira curiosidades do distrito da Zona Leste que recebeu a Copa do Mundo de 2014 e tem muito a oferecer

Por: Larissa Faria - Atualizado em

Itaquera vista aérea
A Radial Leste com a Arena Corinthians ao fundo (Foto: Anderson Chaurais)

Palco da Copa do Mundo de 2014, Itaquera é um bairro da Zona Leste que fica a 20 quilômetros do centro. Há opções baratinhas para comer, clubes de futebol de várzea e bolo caseiro entre as guloseimas disponíveis pir ali. A estação de metrô Corinthians-Itaquera facilita a vida dos moradores da região. Ao lado dela, estão o Shopping Metrô Itaquera, o Poupatempo, a Arena Corinthians, a FATEC e a ETEC. Confira abaixo 25 motivos para amar o bairro:

+ Material escolar: preços variam mais de 200% nas papelarias da capital

1. O pedaço tem uma das maiores galerias de grafite a céu aberto da América Latina. Quem passa pelos 4 quilômetros que vão da Radial Leste até o Itaquerão pode contemplar os diversos desenhos pintados ali. A via artística só perdeu seu posto de maior da América Latina após a pintura de 5,8 quilômetros de muros na Avenida 23 de Maio.

Muro de Grafite Itaquera
4 quilômetros de grafites na Radial Leste (Foto: Silas Colombo)

2. Foi o centro de atenções do mundo com a Copa do Mundo de 2014, ganhando um estádio. Construída especialmente para o evento esportivo e para funcionar como casa do Corinthians, a Arena Corinthians, popularmente chamada de Itaquerão, recebeu cerca de 80 000 torcedores em cada uma das cinco partidas do mundial. O gramado também já foi palco do maior casamento comunitário da Zona Leste, oficializando a união de 400 casais.

itaquerao
Arena Corinthians: palco da Copa do Mundo de 2014 (Foto: Joel Silva/Folhapress)

+ Dez curiosidades sobre o Itaquerão

3. Shopping Metrô Itaquera é o principal centro de compras da região. Fica bem ao lado da estação Corinthians-Itaquera do metrô. Por dia, 60 000 consumidores fazem uma pausa para matar a fome no McDonald's do centro de compras, tornando-o um dos que mais fatura no país e no mundo. Por mês, o fast-food em Itaquera vende 28 toneladas de batatas fritas, 15 000 Mc Colossos e 69 000 Bic Macs.

shopping-metro-itaquera
Shopping Metrô Itaquera: 69 000 Bic Macs vendidos por mês (Foto: Divulgação)

4. Conta com lugares pra comer barato, como a Casa do Pastel, na Rua Campos Moura (bem em frente à saída dos passageiros do metrô Artur Alvim e aberta até 0h), ou as diversas opções de restaurantes por quilo próximos ao Itaquerão.

5. Possui também bares charmosos, que não são necessariamente caros. Por causa da Copa, os comércios da região se requintaram para receber estrangeiros e brasileiros. Não é mais preciso se deslocar até o Tatuapé ou para a boêmia região da Vila Madalena para petiscar e tomar uma cervejinha. Entre as opções, estão a Choperia La Bueno, que serve chopp gelado com vista para o lado leste do estádio. Para quem gosta de se sentar ao ar livre, o Arena Sport Bar dispõe de mesas na calçada. Lá, é possível se deliciar com bolinhos artesanais. Na Casa do Norte Zé Leite, restaurante tradicional do bairro, o cardápio se mostra variado: pizzas, comida nordestina, massas e porções.

Alessandro Bueno Itaquera
Alessandro Bueno, sócio da choperia La Bueno: 450 000 reais para abrir bar em Itaquera (Foto: Mario Rodrigues)

+ Bons lugares para ir em Itaquera depois dos jogos da Copa

6. O local caiu no gosto dos estrangeiros. Os olhos dos gringos, normalmente focados no centro e na Zona Sul da cidade, se voltaram para Itaquera com os jogos da Copa do Mundo. E não é que eles gostaram do jeitinho carinhoso dos moradores e da culinária local? “Comprei cinco coxinhas por 2 dólares. Incrível. Os restaurantes tem muita variedade de comidas e são baratos. Um prato simples que chamaram de ‘comercial’ saiu por 5 dólares e uns centavos”, comemorou o Belga Abdelaziz Kacper.

Belga Abdelaziz Kacper
O belga Abdelaziz Kacper no Shopping Metrô Itaquera (Foto: Silas Colombo)

+ Itaquera entre críticas e elogios: veja o que os turistas da Copa estão falando do bairro

7. Tem uma praça que lembra o ator de um dos seriados mais queridos dos brasileiros, Chaves. O mexicano Roberto Bolaños, que deu vida também ao Chapolin, foi homenageado nomeando uma praça em frente à estação Corinthians-Itaquera do metrô. A área fica no canteiro central da Rua Doutor Luís Aires, entre o Túnel Odon Pereira e o acesso ao terminal de ônibus de Itaquera.

28 anos da Turma do Chaves
Chaves foi homenageado em praça (Foto: Veja São Paulo)

8. Há estação de metrô com shopping e estádio ao lado. A Corinthians-Itaquera facilita o transporte dos moradores até o centro da cidade. De Itaquera até a estação Sé, a viagem de metrô leva aproximadamente trinta minutos, um jeito prático de fugir do trânsito da Radial Leste. Ao lado da estação, estão a Arena Corinthians e o Shopping Metrô Itaquera. Nas catracas, embarcam cerca de 60 000 pessoas por dia. Ali, também é possível entrar na linha 11-Coral da CPTM.

Estação Corinthians-Itaquera
Corinthians-Itaquera: estação movimentada (Foto: Mario Rodrigues)

+ Blog Direto de Itaquera: como foi a preparação para a Copa do Mundo

9. Quem precisa resolver burocracias como a emissão de RG ou carteira de trabalho pode ir ao Poupatempo do distrito, que, assim como o estádio e o shopping, fica ao lado da estação de metrô.

10. Muita gente nascida a partir de década de 80 certamente já passou um dia da infância no Aquário de Itaquera. Os brinquedos para as crianças dividem espaço com os tanques onde mergulham diversas espécies, além de plantas. E não para por aí: guloseimas como bolos, pamonha, sorvetes, pipoca e algodão doce completam o passeio que pode ser feito na Avenida Jacú Pêssego, 1685.

11. Famoso pelas piscinas que matam o calor no verão, o Sesc tem atrações até cansar: shows, espaços para crianças, quadras, etc. Confira toda a estrutura clicando aqui.

Cidades Invisíveis
Sesc Itaquera (Foto: Tuca Vieira)

12. O Museu do Povo será um espaço para os torcedores corintianos reunirem suas memórias. Com previsão de inauguração no primeiro semestre de 2016, deve ser instalado no Itaquerão e contará com doações de itens relacionados ao time, emprestados pelos fãs para o acervo rotativo (como camisetas autografadas, capas de jornais).

13. Etec e Fatec: as unidades de ensino técnico (com cursos de administração, informática e contabilidade) e superior trazem aos moradores a facilidade de aprender sem precisar se deslocar do pedaço.

+ Achados da Zona Leste (de A a Z)

14. Quem se encanta com a Avenida Paulista fechada para pedestres aos domingos, irá se apaixonar pelo projeto "Ruas Abertas". Aos finais de semana, vias definidas são bloqueadas para veículos, permitindo o lazer do pessoal que passa por ali. Atualmente, a Rua Virgina Ferni é a contemplada todos os domingos (das 10h às 16h) por quem gosta de andar de bicicleta e patins, correr e caminhar, jogar bola e brincar de carrinho de rolimã. 

Parque do Carmo
Parque do Carmo é uma das opções para os esportistas (Foto: Bia Parreiras)

15. Segundo maior parque de São Paulo, o Parque do Carmo recebe o público que quer passear com o cachorro, fazer exercícios, reunir os amigos para um piquenique no gramado ou simplesmente estender uma rede entre as árvores e relaxar. Além das opções zen, também fazem parque da gigante área verde quadras de futebol, ciclovia e playground. 

16. Anualmente, o mesmo parque recebe a famosa Festa das Cerejeiras. Em agosto, as flores dão o ar da graça para quem quiser ver de pertinho as chamadas sakuras. Além da beleza natural das mais de 4 000 cerejeiras, barraquinhas (a maioria com comidas japonesa e chinesa) se instalam próximo ao bosque, onde também ocorrem apresentações da cultura oriental.

+ Quinze programas gratuitos ou baratos para curtir em São Paulo

17. Às margens do Rio Verde (afluente do Rio Jacuí), o Itaquerão pode ser admirado de uma grande área verde gramada. O espaço pertence ao Parque Linear Rio Verde, que possui quadras, pista de skate e pista para caminhada. Para quem curte a onda fitness, a pedida são os equipamentos esportivos. Entre as árvores, aparecem frutíferas como goiabeira, mangueira, nespereira e pitangueira. 

18. A Oficina Cultural Alfredo Volpi, nomeada em homenagem ao pintor modernista conhecido por pintar bandeirinhas coloridas, oferece diversas atividades artísticas gratuitamente. Entre as atrações, aparecem a oficina de "maquiagem para cinema" e "iniciação teatral para jovens". Clique aqui para conferir a programação completa.

Bandeira Leandro de Itaquera
Bandeira da escola de samba Leandro de Itaquera (Foto: Divulgação)

19. Tradicional escola de samba vermelha e branca da Zona Leste, a Leandro de Itaquera se encontra no berço do samba na capital. No Sambódromo, divide espaço com outras duas "conterrâneas": Nenê de Vila Matilde e Acadêmicos do Tatuapé.

+ Dez passeios para fazer na Zona Leste

Parque do Carmo - Cerejeiras
Festa das Cerejeiras é programa obrigatório em agosto (Foto: Fernando Moraes)

20. Em 2014, a Casa do Engenheiro da Estação (local da antiga estação de trem inaugurada em 1875 no distrito) passou a sediar as exposições da Casa da Memória, museu que possui o conceito de unir lembranças, como objetos e fotos, dos antigos moradores de Itaquera. No lugar, também são realizadas oficinas de dança e capoeira.

+ Cinco maneiras de se sentir no Japão na Festa das Cerejeiras

21. Já conhece o Parque e Casa de Cultura Raul Seixas? Dentro do parque de 33 000 metros quadrados de área, quadras, aparelhos de ginástica e playground para as crianças dividem espaços com um lago, jardins e um bosque de eucaliptos, além de frutíferas a exemplo de abacateiro, jabuticabeira e amoreira. Na área verde, encontra-se ainda a Casa de Cultura, que também recebe o nome do cantor baiano, reunindo grupos artísticos para shows, saraus e exposições. Para quem gosta de literatura, há uma gibiteca e sala de leitura.

Radial Leste - capa 2211
Radial Leste (Foto: Antonio Milena/AE)

22. A Radial Leste liga a região leste ao centro da cidade. Apesar do congestionamento frequente, a via se mostra importante para o deslocamento de moradores que trabalham em outras áreas da cidade.  

Itaquera campo várzea
Um dos campos de futebol de várzea no bairro (Foto: Mario Rodrigues)

23. O futebol de várzea faz parte do DNA de Itaquera. Os interessados em jogar partidas do esporte vão se sentir em casa. Os campinhos simples (muitos em que o gramado é substituído por terra batida) reúnem quem gosta de se divertir. Entre os clubes, aparece o tradicional Elite Itaquerense, fundado em 1922.

+ Lojas para economizar na Zona Leste

24. O gostinho e o cheirinho de "bolo de vó" podem ser sentidos a 20 quilômetros da Praça da Sé (distância de Itaquera para a praça que é marco zero da capital). No Café Cantinho do Bolo Caseiro, as opções do doce vão de sabores simples, como fubá e milho, até opções mais sofisticadas, com confeitos e chantilly. 

adoniran_2148
Adoniran: ele falou do bairro em uma de suas músicas (Foto: Pedro Martinelli)

25. Cerca de 50% dos moradores do distrito são torcedores do Corinthians. Não é a toa: com o famoso estádio tão próximo, fica difícil não torcer junto e querer gritar um sonoro GOL! Até o célebre sambista Adoniran Barbosa declara seu amor ao time do coração na música Coríntia: "Belém, Vila Maria e Moóca/ E São Paulo extensão/ Mogi, Guarulhos, Itaquera/ Tudo vibra coringão/ É o corítia de nóis tudo/ É paulista é campeão".

Fonte: VEJA SÃO PAULO