Roteiro

Lugares e produtos para paulistanos matarem as saudades do Rio

Listamos similaridades entre endereços das duas capitais e itens tradicionais do dia a dia carioca que foram trazidos para a capital paulista

Por: Larissa Faria - Atualizado em

sao paulo vs rio
A calçada típica paulistana e o padrão da calçada de Copacabana (Foto: Felipe Franco)

Biscoito ou bolacha? Catchup na pizza ou não? Com pouco mais de 400 quilômetros de distância entre uma e outra, São Paulo e Rio de Janeiro vivem uma relação de amor e provocação. Confira lugares e produtos para matar a saudade do Rio de Janeiro em São Paulo:

+ Faça exercícios e ganhe milhas aéreas

bolinho de feijoada aconchego carioca
Bolinho de feijoada do Aconchego Carioca: recheado com bacon e couve (Foto: Divulgação)

Aconchego Carioca

O boteco veio do Rio para marcar presença na região da Avenida Paulista, trazendo pratos da gastronomia carioca para terras paulistanas. Entre eles, aparece o bolinho de feijoada, recheado com bacon e couve (R$ 22,00, por quatro unidades).

Biscoito Globo
Biscoito Globo: tradição na praia (Foto: Reprodução)

Biscoito Globo

Onde comprar o clássico petisco que é servido nas praias cariocas? Felizmente, não é preciso se deslocar até Ipanema ou Copacabana: dá para encontrar o biscoito nas versões doce ou salgada na rede de supermercados St Marche (R$ 3,99), EatalyEmpório Santa MariaCasa Santa Luzia e no Pão de Açúcar (unidades Praça Panamericana, Alameda Gabriel Monteiro da Silva, Shopping Iguatemi, Brigadeiro Luís Antônio, Real Parque, Panamby e Washington Luís).

+ Livro faz tradução do 'carioquês' para o 'paulistês'

Muita gente nem imagina que a receita é, na verdade, paulistana. Um trio de irmãos desenvolveu-a para a padaria de um tio da família, no bairro do Ipiranga, em 1953. Dois anos depois, levando a novidade para ser vendida em um evento no Rio, o sucesso foi tanto entre o paladar carioca que a família continuou por lá. A fábrica na Rua do Senado, no centro do Rio, recebe filas todas as manhãs de ambulantes à espera de pacotes para venderem na praia.

brownie do luiz em sao paulo
Brownie do Luiz: criação carioca com diversos sabores (Foto: Divulgação)

Brownie do Luiz

Queridinho no Rio, o bolinho de chocolate (também disponível com os recheios doce de leite, castanha de caju, maracujá, limão e chocolate branco) tem sabor especial. Em São Paulo, pode ser encontrado no Eataly, Empório Santa Maria e mercados St Marche (unidades Morumbi, Panamby, Alphaville e São Gualter, no Alto de Pinheiros). Os que curtem desafios na cozinha podem arriscar produzí-lo em casa, já que a receita está disponível no site da guloseima.

Casa Godinho
Casa Godinho: o tradicional empório vende empadinhas de produção própria, como a cremosa versão de camarão (Foto: Fernando Moraes)

Empadas

Na Região dos Lagos, é tradição comer empadinhas na praia em vez do Biscoito Globo. Para matar a saudade do salgado, confira uma seleção de empadas cremosas que desmancham na boca.

grapette
Grapette: sensação do cotidiano carioca nos anos 90 (Foto: Divulgação)

Grapette

O refrigerante dava sabor à infância de quem viveu nos anos 90 em terras flumineses. No Tubaína Bar, a garrafinha com 250 ml custa R$ 9,50.

cartaz sampa vs rio
O designer Felipe Franco retrata as diferenças entre as cidades (Foto: Felipe Franco)

Ilustrações São Paulo versus Rio

O designer Felipe Franco contrastou características das duas capitais lado a lado em suas ilustrações. Confira todas elas clicando aqui.

jardim-botanico-de-sao
Palmeiras Imperiais no Jardim Botânico de São Paulo (Foto: Reprodução/TripAdvisor)

Jardim Botânico

Como esquecer das imensas palmeiras imperiais que criam um lindo caminho no Jardim Botânico do Rio? O irmão paulistano não deixa a desejar: contempla uma plantação da mesma espécie. Para completar o passeio, também é possível fazer a trilha da nascente do Riacho do Ipiranga, com menos de 1 quilômetro de trajeto total. E é simples, já que um caminho cercado foi contruído para o passeio.

Lapa 40°

A casa que abriga shows de música brasileira no tradicional bairro da Lapa, no Rio, também tem portas abertas em São Paulo: no bairro boêmio da Vila Madalena.

Mate gelado

A versão da bebida servida em galões com chá mate e limão é única, sabemos. Mas redes como Rei do Mate, tão queridas quanto, contam com diversas filiais na capital paulista.

meu livro do rio
'Meu Livro do Rio': literatura interativa (Foto: Divulgação)

Meu Livro do Rio

Mais que um guia que reúne curiosidades, história e peculiaridades do Rio de Janeiro, o livro segue o conceito interativo. Dá para preencher, por exemplo, quais praias e lugares tradicionais da cidade você já visitou. Divertido, sai por R$ 20,60 na Americanas.

Pedra Grande - Parque Estadual da Cantareira
Pedra Grande: no Parque Estadual da Cantareira (Foto: Guilherme Tosetto)

Parque da Cantareira

Não tem o Cristo Redentor como na Floresta da Tijuca, mas dá para matar a saudade das trilhas. Na trilha da Pedra Grande, por exemplo, é possível percorrer um trajeto rodeado de árvores e macaquinhos. Ali, veja toda a cidade sentado numa pedra ou até mesmo se refresque em rios e cachoeiras.

parque do ibirapuera
O Parque do Ibirapuera: lago agradável (Foto: Lucas Lima)

Parque do Ibirapuera

Para quem curte admiriar a Lagoa Rodrigo de Freitas, não precisa chorar: no Parque Ibirapuera, assim como na lagoa carioca, há espaço para ciclovia, corrida ou simplesmente um momento de descanso. No Natal, o espaço também recebe uma árvorerande e iluminada. 

Bar Pirajá
Pirajá: depois de um dia de trabalho, uma gelada na calçada inspirada em Copacabana vai bem (Foto: Mario Rodrigues)

Bar Pirajá

As culturas realmente se misturam: um dos bares mais tradicionais de São Paulo traz inspriação carioca. Tanto na filial de Pinheiros quanto na do MorumbiShopping, ladrilhos azuis e brancos e imagens de pontos turísticos do Rio decoram o ambiente. No cardápio, feijão preto, caldos e sanduíches matam a fome. 

Praça Pôr do Sol
Com uma localização privilegiada, no alto de uma colina, a Praça Pôr do Sol oferece uma das vistas mais bonitas da cidade (Foto: Roberto Setton)

Praça Pôr do Sol

A área verde, que se chama na verdade Praça Coronel Custódio Fernandes Pinheiro, recebeu este nome devido ao bom posicionamento geográfico. De lá, é possível apreciar o fim da tarde e o pôr do sol atrás dos prédios da Zona Oeste. Não há o costume de bater palmas para o astro como na Pedra do Arpoador, mas trata-se de uma prova que São Paulo pode oferecer um momento relaxante tão bonito quanto.

quadro personalizado rio de janeiro
Quadro personalizado com lembranças de viagem (Foto: Divulgação)

Quadro personalizado

Quer lembrar os principais acontecimentos da sua viagem inesquecível para o Rio? Neste quadrinho, é possível personalizar as informações. Pode ser comprado no Studio Minemosine.

Fonte: VEJA SÃO PAULO