Memória

Restaurante La Casserole completa sessenta anos em maio

O tradicional endereço comemora aniversário com um menu degustação especial

Por: Arnaldo Lorençato

Memória - La Casserole Ed.: 2371
O restaurante em 1955: casa lotada desde os primeiros anos (Foto: Acervo do Restaurante/La Casserole)

Na época em que o centro era a região mais chique da cidade, nasceu o La Casserole pelas mãos do casal Fortunée e Roger Henry. Coisa rara, o charmoso restaurante completa sessenta anos no dia 6 de maio, sempre no mesmo endereço. 

Ao longo desse período, passou por discretas mudanças, que nunca chegaram a alterar significativamente o cardápio de clássicos nem o acolhedor ambiente. Vale ressaltar, porém, que não é o mais antigo de sua categoria por aqui. Criado em 1935, o Freddy, no Itaim, já ocupou quatro pontos e teve pelo menos quatro administradores.

Memória - La Casserole Ed.: 2371
Nas mãos de uma mesma família: Marie-France Henry herdou o restaurante dos pais, Fortunée e Roger Henry (Foto: Vania Toledo)

Conduzido pela herdeira dos fundadores, Marie-France Henry, desde 1987, o Casserole alcança a terceira geração (Roger morreu em 2005 e Fortunée, em 2009). A proprietária começa a dividir a administração com Leo, de 23 anos, o segundo de seus dois filhos.

Para celebrar os sessenta anos do bistrô, eles organizam uma comemoração especial. O menu degustação poderá ser apreciado pela clientela de 14 de maio a 11 de junho, apenas de terça a quinta no jantar, ao preço de 185 reais.

Memória - La Casserole Ed.: 2371
Nas mãos de uma mesma família: Marie-France Henry herdou o restaurante dos pais, Fortunée e Roger Henry, e agora começa a dividir a administração com o flho Leo, de apenas 23 anos (Foto: Tadeu Brunelli)

Em seis etapas, haverá pratos criados por chefs nascidos na França. Entre eles estão os estrelados Erick Jacquin, consultor do Tartar&Co, em Pinheiros, e do La Cocotte, no Jardim Paulista, responsável pelo tartare de atum, vieira grelhada e guacamole; Laurent Suaudeau, da Escola da Arte Culinária Laurent, encarregado do béchamel de caramelo de cogumelo-de-paris; e Emmanuel Bassoleil, do Skye, no Jardim Paulista, autor do robalo ao creme de champanhe e caviar.

Quem provar esse cardápio levará de presente uma pequena gravura de autores como Paulo von Poser, Caco Galhardo e Carla Caffé.

Fonte: VEJA SÃO PAULO