Restaurantes

Grupo Chez inaugura a moderninha Casa Nero, especializada em carnes

O estabelecimento serve bons cortes, sempre preparados na grelha

Por: Helena Galante - Atualizado em

casa-nero
Salão de paredes negras: decoração com utensílios de cozinha (Foto: Ricardo Dangelo)

Entrar num salão de paredes negras e mesas de tampo metálico com muito couro, cordas e utensílios de cozinha pendurados no teto pode causar certo estranhamento. Mas o público moderninho da nova Casa Nero, nos Jardins, já está acostumado à criatividade do Grupo Chez, proprietário também do Chez Mis e Chez Lorena, na mesma região. As três cozinhas estão sob a responsabilidade de Leo Botto.

Aqui ele deixa as receitas variadas de lado para priorizar um cardápio enxuto de carnes preparadas na grelha. Mostra-se boa opção o macio bife de chorizo (R$ 44,00), servido em peça de 300 gramas. Pedido ao ponto, chega à mesa bem vermelho no centro e acompanhado de farinha torrada, vinagrete, molho de pimenta e uma salada de folhas verdes.

casa-nero-bife-de-chorizo
Bife de chorizo (R$ 44,00): vegetais tostados (R$ 12,00) acompanham (Foto: Ricardo Dangelo)

O bife de vacio, ou fraldinha, aparece no menu em dois tamanhos: 300 e 450 gramas (R$ 42,00 e R$ 63,00, respectivamente). Pena que no dia da visita, 12 de dezembro, estivesse um pouco carregado no sal.

Para escoltar os cortes, vale pedir vegetais como quiabo, berinjela, abobrinha, cebola, cenoura e tomate deliciosamente tostados (R$ 12,00) ou o arroz do chef (R$ 8,00), incrementado por cebola-roxa, tomate, brócolis e pedaços de mandioca crocante. Este mesmo ingrediente aparece na forma de um bolinho de purê frito, na entrada. Custa R$ 9,00.

De sobremesa, prove uma releitura de um clássico das churrascarias. O creme de papaia ganha cobertura de raspadinha de cassis e frutas vermelhas (R$ 12,00).

Para brindar, há cervejas (Quilmes, R$ 18,00) e poucos vinhos, caso do chileno Errazuriz Cabernet Sauvignon 2010 (R$ 78,00).

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO