Programe-se

Sete estreias com temática de dança

Documentário "Pina" e Balé Nacional da Ucrânia estão entre as novidades em São Paulo

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Pina - Wim Wenders
'Pina': documentário em 3D de Wim Wenders mostra a vida e carreira da coreógrafa alemã Pina Bausch (Foto: Divulgação)

Junto de duas bailarinas, os diretores Key Sawao e Ricardo Iazzetta interpretam "Propulsão/O que Faz Viver — Sem Título" e encabeçam uma lista de atrações para os amantes da dança em São Paulo. O espetáculo estreia hoje (15), na Galeria Olido.

Com previsão para chegar aos cinemas amanhã (16), em pré-estreia, o documentário em 3D "Pina", realizado pelo diretor Wim Wenders, mostra a vida e carreira da coreógrafa alemã Pina Bausch, morta em 2009.

+ Cisne Negro comemora 35 anos com programação gratuita

+ Diogo Granato reúne elementos de teatro e parkour 

De graça, o Festival Internacional de Dança em Paisagens Urbanas conta com grupos de diversos países em apresentações que tomarão as ruas da cidade, em cenários como o Pátio do Colégio e o Parque Mario Covas, a partir do próximo dia 23.

Em maio, o Balé Nacional da Ucrânia traz mais de 50 bailarinos ao Teatro Municipal. No repertório, com forte inspiração regional, estão as peças "Ucrânia Minha Ucrânia", "Os Marinheiros" e "Kozaka Povzunets".

Confira abaixo todas as estreias:

  • Resenha por Carolina Giovanelli:  A sétima edição do Visões Urbanas — Festival Internacional de Dança em Paisagens Urbanas concentra dezessete espetáculos gratuitos em quatro espaços da cidade. Abre a programação, na sexta (23/03/2012), às 11h, no Pátio do Colégio, harS, com a bailarina turca Aydin Teker e a harpista Ayse Orhon. Mapas Urbanos, da Caleidos Cia. de Dança, que tem como tema o diálogo com as ruas, está agendada para as 10h30 de domingo (25/03/2012) no Parque Mário Covas. Acontece de 23 a 29/03/2012. Confira a programação: De domingo (18/3) a 8 de abril  Exposição fotográfica “São Paulo - Cidade que Dança”, no Conjunto Nacional Sexta (23/3) Pátio do Colégio “Hars” (Turquia) - 11h  “Árvores” (São Paulo) - 11h45  “Muros” (Itália) - 13h  “Formas que o Acaso e o Vento Dão às Nuvens” (São Paulo) - 14h  Conjunto Nacional  “Animais de Estimação” (Espanha) - 17h  “Breaking De repente” (São Paulo) - 17h30  “Espaço Público” (Uruguai) - 18h  Sábado (24/3) Parque Trianon  “Espaço Público” (Uruguai) - 11h  “Avoá” (São Paulo) - 11h30  “Ficção” (Maceió) - 12h  “Vermelho Calmo” (Espanha) - 12h30  Domingo (25/3) Parque Mario Covas  “Mapas Urbanos” (São Paulo) - 10h30  “Espaço Público” (Uruguai) - 11h30  “Animais de Estimação” (Espanha) - 12h  “Vermelho Calmo” (Espanha) - 12h30  Segunda (26/3) Parque Mario Covas Oficina de dança contemporânea com Virgínia García e Damián Munoz, da Cia . La Intrusa - das 10h às 13h   Livraria Cultura - Conjunto Nacional  “Série de Encontros – Olhares de Marcovaldo”, com Duo 6emeia - das 15h às 17h De segunda (26/3) a 1º abril  Livraria Cultura - Conjunto Nacional  “Repertório Urbano – Cia. Artesãos do Corpo”, exposição de fotos de Fabio Pazzini  Terça (27) Parque Mario Covas Oficina de hip-hop com Douglas Iesus, da Cia. Fragmentos Urbanos - das 10h às 13h  Galeria Olido III Mostra de VideoDança SP - das 19h30 às 21h  Quarta (28/3)   Livraria Cultura - Conjunto Nacional  “Série de Encontros – Olhares de Marcovaldo”, com Tatewaki Nio - das 15h às 17h  Quinta (29/3)  Estúdio Artesãos do Corpo  Oficina “Solo – O Corpo que Flui”, com Ana Beatriz Pérez, da Cia. Entremans - das 10h às 13h  Parque Mario Covas   “Na Bacia dos Seus Olhos” (Espanha) - 17h30
    Saiba mais
  • Resenha por Carolina Giovanelli: Em turnê por onze cidades brasileiras, a companhia Virsky — Balé Nacional da Ucrânia desembarca no Teatro Municipal para quatro apresentações. Formado há 75 anos, o grupo adotou o nome atual após a morte de um de seus fundadores, Paulo Virsky, em 1975. Hoje dirigido por Miroslav Vantoukh, preserva a tradição de seu país. Oitenta bailarinos executam saltos impressionantes e giros aceleradíssimos, embalados por músicas interpretadas por uma orquestra ao vivo. Enquanto os homens esbanjam vigor, as moças, vestidas com roupas que lembram trajes de camponesas, aliam delicadeza e habilidade física. O espetáculo reúne dez breves coreografias, influenciadas por passos russos, apresentadas uma seguida da outra, como se fossem uma só. Portentoso, o cenário possui fitas e flores e, assim como os figurinos, é bastante colorido. De 01 a 04/05/2012.
    Saiba mais
  • O grupo mineiro exibe "Tudo que se Torna Um". Criação de Claudia Lobo e Sônia Mota, a peça aborda a passagem do tempo, a celebração, o luto, a memória e a transição.
    Saiba mais
  • Em uma mostra de repertório, a companhia paulistana apresenta três espetáculos. Eles formam a trilogia Militantes do Ideal, que tem como mote personalidades que lutaram em prol da igualdade social. Nessa semana, tem vez Angu de Pagu, baseado na vida da escritora Patrícia Galvão, a Pagu. Dias 14, 15, 16 e 17/02/2013.
    Saiba mais
  • Parceiros artísticos desde 1996, Key Sawao e Ricardo Iazzetta dirigem a companhia. Na estreia da coreografia SIM, juntam-se à dupla no palco três bailarinos. O espetáculo surgiu de um encontro da trupe com o coreógrafo japonês Kota Yamazaki e de investigações sobre as ideias dos filósofos Henri Bergson e Friedrich Nietzsche. Até 12/7/2015.
    Saiba mais
  • Para comemorar duas décadas de carreira, a artista relembra criações. A escolha da vez é Deslocamentos. Realizados em figurinos que juntam os corpos do elenco, os movimentos são lentos e introspectivos. Até 28/5/2016.
    Saiba mais
  • Diretor de "Paris, Texas" (1984) e "Asas do Desejo" (1987), o alemão Wim Wenders deu início ao projeto de registrar o trabalho da coreógrafa Pina Bausch no início de 2009. Mas a parceria sofreu um baque no meio daquele ano, quando Pina morreu, aos 68 anos, de um câncer descoberto cinco dias antes. Mesmo assim, o realizador retomou o documentário dando continuidade de filmar as coreografias concebidas por Pina ao longo da carreira dela. A fita abre com "A Sagração da Primavera" e apresenta outros momentos marcantes, como "Café Müller", também usado na cena de abertura de "Fale com Ela", de Pedro Almodóvar. Wenders recorre a registros no palco e, brilhantemente, leva a trupe para locações escolhidas a dedo na Alemanha — são formidáveis as passagens pela fotogênica Wuppertal, cidade onde está sediada a companhia de dança de Pina. Outra ideia sensacional está no uso do 3D — é obrigatório que o filme seja visto neste formato. Pensando por Wenders em três dimensões, o longa-metragem ganha profundidade e joga o espectador para dentro das montagens, como se estivesse colado aos dançarinos. Contudo, não espere um roteiro informativo. Há, por exemplo, raras aparições da própria Pina e, assim mesmo, em cenas de arquivo. Trata-se de uma produção refinada e para quem gosta da combinação da dança com teatro. Wenders, porém, comete um deslize: ao recolher depoimentos dos bailarinos, as belas apresentações são interrompidas com palavras óbvias e redundantes. Estreou em 23/03/2012.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO