Cinema

37ª Mostra de Cinema terá retrospectivas de Kubrick e Eduardo Coutinho

A programação tem início com Inside Llewyn Davis, dos Irmãos Coen. A venda de pacotes de ingressos começa no sábado (12)

Por: Redação VEJASÃOPAULO.COM - Atualizado em

stanley kubrick em acao
Stanley Kubrick: homenagem na 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (Foto: Divulgação)

A organização da 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo anunciou os destaques de sua programação neste sábado (5) em coletiva realizada no CineSesc conduzida por Renata de Almeida, viúva de Leon Cakoff, idealizador do evento, e Juca Ferreira, secretário municipal de Cultura de São Paulo. Programado para o período de 18 a 31 de outubro, o evento exibirá retrospectivas de Stanley Kubrick e Eduardo Coutinho, além do cineasta filipino Lav Díaz. 

+ Tudo sobre cinema

A homenagem a Kubrick também se estende à arte do cartaz da Mostra, que neste ano exibe uma aquarela feita em 1974 por Christiane Kubrick, mulher do cineasta, durante a produção do filme Barry Lindon (1975). Ela virá a São Paulo para participar do festival. Em paralelo, fica em cartaz de 11 de outubro a 12 janeiro a exposição Stanley Kubrick  no MIS, com mais de 500 itens, entre objetos, lentes de câmeras, vídeos e fotos tiradas pelo diretor no início da carreira. 

Um dos mais importantes documentaristas brasileiros, Eduardo Coutinho também ganha uma homenagem com produções selecionadas por ele mesmo, que completa 80 anos de idade. Além dos documentários, serão exibidas ficções e um curta inédito, Porrada, que poderá ser visto antes de todas as sessões de seus filmes. 

Aclamado cineasta filipino, Lav Díaz, premiado no 65º Festival de Veneza, também terá suas produções revistas. Outros programas especiais contemplam produções coreanas e chinesas, com destaque para a estreia de O Grande Mestre, de Wong Kar Wai, e para a exibição da Trilogia da Vingança, de Chan-wook Park, que inclui os clássicos Mr. Vingança, Old Boy e Lady Vingança.

A sessão de abertura está marcada para quinta (17) no Auditório Ibirapuera, apenas para convidados, com a exibição de Inside Llewyn Davis, dos irmãos Coen, vencedor do Grande Prêmio do Júri do Festival de Cannes deste ano. Já o encerramento terá o documentário Que Estranho Chamar-se Federico - Scola Conta Fellini, do italiano Ettore Scola sobre a história de seu conterrâneo Federico Fellini. Há a possibilidade de que Scola venha a São Paulo como convidado.

Em 1º de novembro, o Vale do Anhangabaú será palco de uma projeção ao ar livre do filme The Circus (1928), de Chaplin, com trilha sonora executada ao vivo pela Orquestra do Teatro Municipal. "As sessões ao ar livre são um presente para a cidade", disse Renata de Almeida.

A venda ingressos começa no sábado (12). O pacote integral, que dá direito a ingressos para todas as sessões, custa R$ 410,00. Já o integral especial, com acessos a todas as sessões até as 17h55, sai por R$ 95,00. Os combos mais disputados, de quarenta e vinte entradas, respectivamente por R$ 300,00 e R$ 175,00, costumam esgotar nas primeiras horas. Os tíquetes individuais saem por R$ 15,00 de segunda a quinta e por R$ 19,00 de sexta a domingo. No Cine Olido, cobra-se R$ 1,00 pela entrada. Há sessões gratuitas no vão livre do Masp, na Faap, no Cinusp e na Matilha Cultural.

Fonte: VEJA SÃO PAULO