Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Prefeitura interrompe temporariamente vacinação contra Covid em drive-thru

A aplicação dos imunizantes continuará nas UBSs, nos SAE e nos centro-escolas até a entrada do próximo público-alvo da campanha

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 6 abr 2021, 12h47 - Publicado em 6 abr 2021, 12h32

A prefeitura de São Paulo fechará temporariamente os 20 postos de drive-thru usados para a vacinação contra a Covid-19. A medida irá valer a partir desta terça-feira (6).

As 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS) prosseguirão com aplicação de vacinas, assim como os Serviços de Assistência Especializada (SAE) e os centros-escolas. 

A prefeitura explica que a suspensão temporária do drive thru acontece porque a maior parte dos idosos com 68 anos ou mais já foram vacinados. O sistema voltará a funcionar quando um novo público-alvo for incluído no cronograma de vacinação.  

Na terça-feira passada, dia 30 de março, a capital também interrompeu o esquema de drive thru por ter alcançado a vacinação de 83% do grupo prioritário de pessoas entre 69 e 71 anos e manteve abertos outros pontos de aplicação das doses da vacina. 

Recorde de óbitos

O estado de São Paulo bateu mais uma vez o recorde de mortes por Covid-19. Nesta terça-feira (6) foram registrados 1 389 óbitos em 24 horas, superando registro anterior da terça-feira passada de 1 209 óbitos.

No total, o estado paulista soma 78 554 mortes pela doença desde o início da pandemia. Desde o início de março, pelo menos 555 pessoas com Covid-19 ou suspeita morreram à espera de um leito de UTI.

A terça-feira é o dia da semana que costuma apresentar os maiores números diários de morte por Covid-19 devido ao represamento dos casos do final de semana. Os registros não representam, necessariamente, todos os óbitos que ocorreram de um dia para outro, mas sim que foram registrados no sistema durante o período.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade