Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Senzala Bar & Grill

(Desde 1969)

Tipos de Bares: Bar-restaurante

VejaSP:

Endereço: Praça Panamericana, 99 - Alto de Pinheiros - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 30325518

Site: http://www.senzala-sp.com.br

Horário:

segunda-feira 11:00 - Último cliente

terça-feira 11:00 - Último cliente

quarta-feira 11:00 - Último cliente

quinta-feira 11:00 - Último cliente

sexta-feira 11:00 - Último cliente

sábado 11:00 - Último cliente

domingo 11:00 - Último cliente

Informações adicionais: Estacionamento/Valet (R$ 20.00) (1), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (500)(1)R$ 15,00 de segunda a sexta até 17h e R$ 20,00 nos demais horários

Resenha por Saulo Yassuda

Endereço das antigas, fundado 45 anos atrás, em bom estado de conservação. Quando se vê o bar do lado de fora, ele nem parece tão velho assim. Explica-se: em 2001, o imóvel passou por uma reforma geral e ganhou ares imponentes, de roubar a atenção de quem trafega pela Praça Panamericana. Seu salão amplo e de pé-direito alto apresenta toques rústicos, conferidos por vigas de madeira e lustres de ferro. Na área externa, uma varandona com mesas, cadeiras e guarda-sóis convida senhores grisalhos a bebericar um chope (Brahma, R$ 8,10) enquanto o sol se põe. As mulheres preferem os coquetéis preparados pelo experiente Carlos Félix, repletos de cores e penduricalhos, como frutas e bandeirinhas. O chamado spicy (R$ 17,50), que leva vodca, licor de rosas, pimenta dedo-de-moça, amora e xarope de gengibre e canela, quase não mostra a picância prometida. Vem na taça de martíni com uma enorme pimenta encaixada na borda — os mais desajeitados podem encontrar dificuldades para bebê-lo. Também nostálgico, o cardápio chega repleto de pratos tradicionais. A picanha (R$ 59,00) pode vir acompanhada de fritas e salada de repolho. Do outro lado da rua fica a casa irmã, o restaurante Senzala.

Preços checados em 2 de setembro de 2015.

    Endereço das antigas, fundado 45 anos atrás, em bom estado de conservação. Quando se vê o bar do lado de fora, ele nem parece tão velho assim. Explica-se: em 2001, o imóvel passou por uma reforma geral e ganhou ares imponentes, de roubar a atenção de quem trafega pela Praça Panamericana. Seu salão amplo e de pé-direito alto apresenta toques rústicos, conferidos por vigas de madeira e lustres de ferro. Na área externa, uma varandona com mesas, cadeiras e guarda-sóis convida senhores grisalhos a bebericar um chope (Brahma, R$ 8,10) enquanto o sol se põe. As mulheres preferem os coquetéis preparados pelo experiente Carlos Félix, repletos de cores e penduricalhos, como frutas e bandeirinhas. O chamado spicy (R$ 17,50), que leva vodca, licor de rosas, pimenta dedo-de-moça, amora e xarope de gengibre e canela, quase não mostra a picância prometida. Vem na taça de martíni com uma enorme pimenta encaixada na borda — os mais desajeitados podem encontrar dificuldades para bebê-lo. Também nostálgico, o cardápio chega repleto de pratos tradicionais. A picanha (R$ 59,00) pode vir acompanhada de fritas e salada de repolho. Do outro lado da rua fica a casa irmã, o restaurante Senzala.

    Preços checados em 2 de setembro de 2015.