Padaria da Esquina (Desde 2016)

Tipos de Comidinhas: Padarias
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Alameda Campinas, 1630 - Jardim Paulista - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 23870149
Horário:
segunda-feira
07:00 - 20:00
terça-feira
07:00 - 20:00
quarta-feira
07:00 - 20:00
quinta-feira
07:00 - 20:00
sexta-feira
07:00 - 20:00
sábado
07:00 - 20:00
domingo
07:00 - 20:00
check_circle

Informações adicionais

Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (64)

Resenha por Gabrielli Menezes

Não se encontra em qualquer lugar tamanha variedade de pães e doces portugueses como nesta casa do chef Vitor Sobral, que ganhou mais um endereço em meados deste ano, quando a Taberna da Esquina, dos mesmos donos, foi transformada em padaria. Redondo e com açúcar de confeiteiro polvilhado por cima, o pão doce de coco (R$ 7,50) possui miolo macio. Não dá para negar que o que tem formato de baguete leva azeite (R$ 55,00 o quilo): o agradável sabor do ingrediente fica pronunciado. Não se sai tão bem o de calabresa com chorizo e bacon (R$ 9,20), com sal em excesso. Vale pular a seção de pratos nos Jardins, que inclui o bacalhau com natas (R$ 55,00). Além de ter muitas espinhas, o peixe pode chegar à mesa com o interior congelado. Na nova unidade no Itaim Bibi, pelo contrário, a remanescente operação de restaurante ajuda no sucesso de receitas como o espeto de lula. No menu executivo, custa R$ 60,00 com entrada e sobremesa inclusas.

Informações checadas entre agosto e outubro de 2019.

    Comer e beber

    • 2019 - Participante

      Padarias Comer & Beber .

      Não se encontra em qualquer lugar tamanha variedade de pães e doces portugueses como nesta casa do chef Vitor Sobral, que ganhou mais um endereço em meados deste ano, quando a Taberna da Esquina, dos mesmos donos, foi transformada em padaria. Redondo e com açúcar de confeiteiro polvilhado por cima, o pão doce de coco (R$ 7,50) possui miolo macio. Não dá para negar que o que tem formato de baguete leva azeite (R$ 55,00 o quilo): o agradável sabor do ingrediente fica pronunciado. Não se sai tão bem o de calabresa com chorizo e bacon (R$ 9,20), com sal em excesso. Vale pular a seção de pratos nos Jardins, que inclui o bacalhau com natas (R$ 55,00). Além de ter muitas espinhas, o peixe pode chegar à mesa com o interior congelado. Na nova unidade no Itaim Bibi, pelo contrário, a remanescente operação de restaurante ajuda no sucesso de receitas como o espeto de lula. No menu executivo, custa R$ 60,00 com entrada e sobremesa inclusas.

      Gabrielli Menezes

    • 2018 - Indicado

      Padarias Comer e Beber .

      O chef português Vítor Sobral não é bom só na cozinha do restaurante Tasca da Esquina. Aliás, seu melhor negócio hoje na cidade atende pelo nome de Padaria da Esquina. É nesse agradável lugar de atendimento cordial que ele apresenta pães ao estilo luso, todos de fermentação natural, que passam a quilômetros do pão francês. Delicioso, o mouro (R$ 11,80) leva farinhas integral e branca mais um mix de grãos. Nas vitrines, aparecem os levedados, como o folhado do Porto (R$ 6,30) e o pão de leite (R$ 5,50), além de pastel de nata (R$ 7,90). Se a pedida for um sandes, maneira como se chama sanduíche na Terrinha, vá de prego, um bife de novilho ao molho de manteiga no pão d’água (R$ 29,00). Informações checadas entre julho e setembro de 2018.

      Gabrielli Menezes e Fábio Galib

    • 2017 - Vencedor

      Comidinha Padaria Comer & Beber .

      Explicar as características de cada uma das receitas dispostas atrás do balcão da Padaria da Esquina continua a ser uma rotina para a equipe da casa, mesmo passado mais de um ano de sua inauguração. Pudera. Tão acostumado que é com baguetes e ciabattas, o paulistano ainda patina no universo dos pães portugueses. E não se trata apenas daquela massa cheia de azeite encontrada nas padocas de bairro, mas do saloio, do mafra, do mouro, do carcaça... Cada um deles tem suas peculiaridades e todos são uma delícia. Eles podem levar farinha de trigo, de centeio, uma mistura das duas, sementes de linhaça, maior ou menor quantidade de água. Em comum, somente a massa-mãe, o fermento natural mais conhecido por aqui pelo nome francês levain. Há outros predicados do endereço de Vítor Sobral, caso dos sanduíches — ou sandes, no bom português da terrinha — e dos doces típicos, que estão entre os melhores da cidade. Quer uma prova? Peça a francesinha (R$ 32,00), de rosbife, presunto, ovo e linguiça no pão de fôrma, seguida de um pastel de nata (R$ 6,80), que agrada pela combinação de exterior crocante com recheio cremoso como poucos. Também dono da Tasca da Esquina e da Taberna da Esquina, o chef português ainda dá um gostinho de seus restaurantes e serve pratos feitos com bacalhau a preços bem vantajosos. Na clássica versão a zé do pipo (R$ 39,50), lascas carnudas do pescado ganham a companhia de alho, cebola e purê de batata, tudo gratinado com maionese caseira. (Preços checados em setembro de 2017).

      Fábio Galib e Gabrielli Menezes

    • 2016 - Vencedor

      Comidinhas padaria Comer & Beber .

      Esqueça ciabatta, baguete, brioche ou mesmo um trivial francês. Não há nada de padaria de esquina na Padaria da Esquina de Vítor Sobral. O nome vem da “mania” do chef alentejano de pensar em suas casas como se estivessem no encontro de duas ruas, por mais que elas fiquem no meio do quarteirão. Foi assim com a Tasca da Esquina, seu primeiro negócio por aqui, e é agora com este empreendimento, aberto em julho. Além de Edrey Momo, o sócio de sempre, Sobral recrutou para a empreitada os padeiros Luiz Paulo de Vasconcelos Filho e Laura Roldan. São esses dois os responsáveis pelas receitas típicas da terrinha, de fermentação longa e aroma irresistível. Bons exemplos, o mafra (R$ 36,50 o quilo) é feito com uma combinação de farinhas de trigo e de centeio e o alentejano (R$ 45,00 o quilo) tem acidez pronunciada. Com tantas novidades, uma visita não basta. E acredite: você vai querer voltar. (Preços checados em setembro/outubro de 2016).

      Fábio Galib, Mônica Santos e Jennifer Detlinger

    • 2016 - Vencedor

      Restaurantes restaurateur do ano Comer & Beber .

      Há tempos um carro não entra na garagem de Edrey Momo. Com quatro estabelecimentos em diferentes pontos da cidade, o empresário de 47 anos prefere circular numa moto Triumph 800 XCx. Dois desses empreendimentos foram abertos neste ano: a Padaria da Esquina e o izakaya Taka Daru, com investimentos estimados por ele em 5 milhões e 1 milhão de reais, respectivamente. A premiada loja de pães é mais uma parceria com o chef português Vítor Sobral, com quem ele já tem a Tasca e a Taberna da Esquina. Nesses três endereços, as receitas são da terrinha. O botequim japonês é a primeira incursão de Edrey pela culinária oriental. Sua estreia no ramo foi aos 14 anos, quando seu pai, o maestro Giovanni Momo, abriu a primeira pizzaria 1900. Da empresa familiar, migrou para bares e, finalmente, chegou aos restaurantes. “Meus negócios têm cobranças mais agressivas dos investidores”, diz. “Não sou aquele tipo de dono que passeia pelo salão e não sabe tirar um pedido. Sou mão na massa.”

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s