Loup (Desde 2017)

Tipos de Restaurantes: Cozinha contemporânea
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Doutor Mario Ferraz, 528 - Itaim Bibi - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 30781089(11) 30780484
Horário:
segunda-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 00:00
terça-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 00:00
quarta-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 00:00
quinta-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 00:00
sexta-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 01:00
sábado
13:00 - 17:00 - 19:00 - 01:00
domingo
12:00 - 17:30
monetization_on

Faixa de preço

De R$166,00 a R$275,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Estacionamento/Valet (R$ 25,00), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (112), Levar vinhos (permite) (R$ 80,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

Eleito a estreia do ano em 2017, o Loup é mais uma obra com o selo de qualidade do restaurateur Daniel Sahagoff, sócio também do Cantaloup. Embora a casa tenha mudado de chef algumas vezes, o efeito das trocas é imperceptível no menu. Desde junho, a cozinha está nas mãos de Thiago Cerqueira de Lima (ex-Sympa). O cardápio do restaurante ganhou, em agosto, receitas que passeiam pela culinária francesa bem como pelas cozinhas asiáticas. O chef expede sugestões para partilhas como o guioza de pato com nirá para mergulhar sem dó no molho ponzu de laranja (R$ 42,00), o picante e vigoroso tartare thai com chips de bolinho mochi e alga nori (R$ 48,00) e as costelinhas de porco em glacê de goiabada e pimenta jalapeño (R$ 49,00), menos equilibradas e que fazem sentir saudade da receita original de Jefferson Rueda, com barriga, para A Casa do Porco. De ótima textura, o polvo grelhado vem com vinagrete de pinhole, páprica picante, curau salgado e tomate assado (R$ 89,00). Com a assinatura do confeiteiro Arnor Porto, uma das melhores sobremesas é a musse de queijo canastra e sorbet de goiaba (R$ 29,00).

Informações checadas entre julho e setembro de 2018.

    VERÃO NO LOUP

    O jardim vertical e o teto retrátil dos fundos do salão deixam o Loup, considerado a estreia do ano pelo COMER & BEBER 2017/2018, particularmente receptivo nos dias de sol. Além dos méritos do décor, a casa continua a mandar bem na cozinha. Boa pedida para a estação, o robalo grelhado com crosta feita de farinha panko e manteiga é banhado por molho de moqueca e guarnecido de farofa de camarão e banana-ouro empanada (R$ 84,00). Antes, a sugestão é o gaspacho bem fresquinho (R$ 21,00), que acaba de voltar ao menu. Outra sopa fria, e doce, pode encerrar a refeição: de morango com sorvete de nata, azeite de hortelã e crocante de brownie (R$ 28,00). Fecha no domingo (11) e reabre na quarta (14) de fevereiro.

    Preços checados em fevereiro de 2018.

    Comer e beber

    • 2018 - Participante

      Variados Comer & Beber .

      Eleito a estreia do ano em 2017, o Loup é mais uma obra com o selo de qualidade do restaurateur Daniel Sahagoff, sócio também do Cantaloup. Embora a casa tenha mudado de chef algumas vezes, o efeito das trocas é imperceptível no menu. Desde junho, a cozinha está nas mãos de Thiago Cerqueira de Lima (ex-Sympa). O cardápio do restaurante ganhou, em agosto, receitas que passeiam pela culinária francesa bem como pelas cozinhas asiáticas. O chef expede sugestões para partilhas como o guioza de pato com nirá para mergulhar sem dó no molho ponzu de laranja (R$ 42,00), o picante e vigoroso tartare thai com chips de bolinho mochi e alga nori (R$ 48,00) e as costelinhas de porco em glacê de goiabada e pimenta jalapeño (R$ 49,00), menos equilibradas e que fazem sentir saudade da receita original de Jefferson Rueda, com barriga, para A Casa do Porco. De ótima textura, o polvo grelhado vem com vinagrete de pinhole, páprica picante, curau salgado e tomate assado (R$ 89,00). Com a assinatura do confeiteiro Arnor Porto, uma das melhores sobremesas é a musse de queijo canastra e sorbet de goiaba (R$ 29,00).  (Informações checadas entre julho e setembro de 2018).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2017 - Vencedor

      Estreia do Ano Comer & Beber .

      Não há como ficar indiferente ao Loup. O restaurante, aberto em março pelo empresário Daniel Sahagoff, um dos donos também do Cantaloup, no mesmo Itaim, impressiona tanto pelo ambiente grandioso quanto pela qualidade do cardápio. Erguido a um custo de 1,4 milhão de reais, tem um de seus salões com pé-direito de 6,5 metros e uma parede ocupada por jardim vertical, no qual se distribuem orquídeas, avencas e musgos de duas cores. O menu, desenhado por Valdir Oliveira, chef do Cantaloup, e arrematado pelo titular Stefano Bignotti, é um passeio por receitas de diversas origens, muitas delas para partilhar. Vão bem pratos como o fagottini de rabada com purê de abóbora ao molho da carne (R$ 58,00). Da lista de entradas, o trivial salmão selado ganha graça ao ser combinado com mostarda japonesa (R$ 38,00). Joia em açúcar feita pelo confeiteiro Arnor Porto, a pera assada na baunilha ao creme de mascarpone completa-se com crumble de chocolate e calda quente de caramelo (R$ 26,00).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s

    1. Rita Graziano

      Ambiente gostoso e moderno. Conta com uma boa seleção de cervejas e bebidas artesanais. O melhor do restaurante na minha opinião são os petiscos, principalmente o chamado “Ovo Perfeito”. Por fim, o atendimento é excepcional, tudo saiu conforme pedido e no tempo certo graças a competência do maître Christian. Volto com toda certeza!