JazzB (Desde 2013)

Tipos de Bares: Bares variados
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua General Jardim, 43 - Vila Buarque - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 32574290
Horário:
segunda-feira
Fechado
terça-feira
10:00 - 02:00
quarta-feira
10:00 - 02:00
quinta-feira
10:00 - 02:00
sexta-feira
10:00 - 03:00
sábado
10:00 - 03:00
domingo
Fechado
monetization_on

Faixa de preço

De R$71,00 a R$105,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Couvert artístico (R$ 35,00) (1), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (120)

(1)Segunda (R$ 15,00); terça e quarta até 20h (R$ 20,00), após as 20h (R$ 25,00); quinta, sexta, sábado até 20h (R$ 20,00), após as 20h (R$ 35,00)

Resenha por Fábio Galib e Saulo Yassuda

É diferente de outras casas de jazz que costumam manter um tom mais sisudo. Toda descolada, tem tijolinhos na parede, luminárias pendentes e cadeiras coloridas. Sem palco, as bandas se apresentam no cantinho do salão. É comum ver por lá artistas internacionais ou assistir aos tributos feitos a cantores como a norte-americana Ella Fitzgerald. O preço dos ingressos varia de R$ 15,00 a R$ 60,00. Para beber, há chope Colorado (R$ 12,90, 300 mililitros), gim-tônica (R$ 27,90, com destilado nacional) e outros drinques.

Informações checadas entre julho e setembro de 2018.

    Comer e beber

    • 2018 - Participante

      Música ao vivo Comer & Beber .

      É diferente de outras casas de jazz que costumam manter um tom mais sisudo. Toda descolada, tem tijolinhos na parede, luminárias pendentes e cadeiras coloridas. Sem palco, as bandas se apresentam no cantinho do salão. É comum ver por lá artistas internacionais ou assistir aos tributos feitos a cantores como a norte-americana Ella Fitzgerald. O preço dos ingressos varia de R$ 15,00 a R$ 60,00. Para beber, há chope Colorado (R$ 12,90, 300 mililitros), gim-tônica (R$ 27,90, com destilado nacional) e outros drinques. (Informações checadas entre julho e setembro de 2018).

      Saulo Yassuda e Gabrielli Menezes

    • 2017 - Participante

      música ao vivo Comer & Beber .

      Seja nos assentos da pequena e engenhosa arquibancada, nas mesas junto à entrada ou no mezanino, as atenções estão sempre voltadas para o palco. Ali se apresentam diferentes formações jazzísticas, muitas delas estrangeiras - eventualmente, há tributos a grandes nomes do estilo, como Wayne Shorter e Ella Fitzgerald. Para petiscar, há comidinhas como a bruschetta da casa (R$ 29,00), de brie, presunto cru e figo. Beba o chope Colorado (R$ 13,00, 330 mililitros). Aos sábados, até as 16h, junto com o brunch (R$ 45,00), rola o projeto JazzBB, com música de qualidade destinada a crianças. (Preços checados em setembro de 2017).

      Fábio Galib e Saulo Yassuda

    • 2016 - Participante

      Bares música ao vivo Comer & Beber .

      Todo descolado, com pé-direito alto e atmosfera industrial, o bar é um dos responsáveis por levar modernos ao centro da cidade. Essa gente, e vez ou outra turmas de quarentões e cinquentões, se espalha pela pequena arquibancada ou por mesas no térreo e no mezanino para conferir as apresentações de competentes músicos. Enquanto o som entra pela noite, bebem- se chope Colorado (R$ 12,00, 330 mililitros) e drinques como o gim-tônica (R$ 33,00). Na hora de petiscar, vale pedir o crostini com queijo de cabra, compota de tomate e tapenade de azeitona preta (R$ 23,00, oito unidades), simples e delicioso. (Preços checados em setembro/outubro de 2016.)

      Fábio Galib e Saulo Yassuda

    • 2015 - Participante

      Bares música ao vivo Comer & Beber .

      A localização, em um ponto um tanto degradado bem pertinho da Praça da República, não é nenhum demérito do bar. Ao contrário, a ida àquele pedaço do centro pode deixar o programa ainda mais cool. Dedicado à (boa) música instrumental, em especial ao jazz, seu salão tem paredes de tijolo e concreto aparentes, que atrai modernos de todos os matizes. Eles se acomodam em mesas ou na pequena e engenhosa arquibancada, local privilegiado para assistir às performances dos artistas escalados para compor a agenda. O serviço, cordial, é convenientemente interrompido durante as apresentações, para que todos voltem sua atenção ao cardápio musical. Quando está na ativa, põe-se a entregar alguns bons petiscos, caso do mix de tapas composto de seis belisquetes montados sobre fatias de pão (R$ 29,00). Quem não dispensa um chopinho escolhe a ótima versão weiss do chope Saint Bier (R$ 17,00 o pint), produzido na cidade catarinense de Forquilhinha. (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Saulo Yassuda

    • 2014 - Participante

      Bares música ao vivo Comer & Beber .

      Trata-se de um bar de jazz descolado no centrão. A atmosfera aconchegante tem paredes de tijolinhos e luminárias que pendem do teto. Todo o foco vai para o palco, onde grupos de jazz nacionais e estrangeiros costumam se apresentar, em duas entradas por noite. Além das poucas mesas, uma pequena arquibancada recebe o público desencanado, que mescla jovens e quarentões. Respeitoso, o pessoal se mantém em silêncio desde os primeiros acordes do saxofone. Bons bebericos são a cachacinha do alambique (R$ 10,00 a dose), que vem de Salinas (MG), e o chope Saint Bier, de Forquilhinha (SC), interessante na versão “belga” (R$ 15,00 o pint), levemente amarga. Das cervejas, desce bem a gaúcha Coruja Viva (R$ 36,00 a garrafa de 1 litro), não pasteurizada. A cesta de pães (R$ 15,00) traz quatro versões quentinhas (de azeitona, de nozes, baguete e ciabatta) na companhia de patê de tomate seco e manteiga de ervas. (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Saulo Yassuda

    • 2013 - Indicado

      Bares música ao vivo Comer & Beber .

      Moderno, tem uma pegada cool. Sua fachada toda envidraçada, com pesadas portas de metal erguidas a poucos metros da Praça da República, guarda uma atmosfera das cidades europeias. Tem paredes nuas, com tijolos, vigas, colunas e encanamentos à vista. Luminárias pendem do teto com luzes coloridas. Em um dos cantos, um diminuto palco fica de frente para uma pequena arquibancada. Ali, grupos de jazz nacionais e estrangeiros antenados costumam se apresentar em duas entradas diárias. Uma moçada descolada frequenta o local, o que não exclui quarentões e cinquentões do programa. O bar solta chopes Saint Bier nas versões pilsen e “belga” (meio pint, R$ 8,00; pint, R$ 13,00), além de coquetéis clássicos como o gim-tônica (R$ 25,00), feito com gim Tanqueray. Vinhos, caipirinhas, cachaça e cervejas completam a oferta etílica. Para os comes, um enxuto cardápio propõe receitas não usuais, como o sanduíche de focaccia, maçã com maionese de curry (R$ 16,00) e meat balls na cerveja preta (R$ 19,00, porção). (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Luiz Henrique Ligabue e Marcelo Cobra

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s