Casa Europa (Desde 2013)

Tipos de Restaurantes: Italianos
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 726 - Jardim Paulistano - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 30635577
Horário:
segunda-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 22:00
terça-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
quarta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
quinta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 23:00
sexta-feira
12:00 - 16:00 - 19:00 - 00:00
sábado
12:00 - 17:00 - 19:00 - 00:00
domingo
12:00 - 17:00 - 19:00 - 21:00
monetization_on

Faixa de preço

De R$111,00 a R$165,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Estacionamento/Valet (R$ 20,00) (1), Lugares/Capacidade total (72 lugares), Comida (couvert) (R$ 12,00), Levar vinhos (permite) (R$ 50,00)

(1)R$ 15,00 almoço segunda a sexta; R$ 20,00 nos demais horários

Resenha por Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

Sobre folhas fresquinhas de rúcula, os camarões feitos na lenha e ainda quentes encontram a companhia ideal dos refrescantes gomos de laranja da salada (R$ 69,00) oferecida de entrada. Continuando no mar, o crustáceo se repete no nhoque com brócolis e tomate-cereja (R$ 79,00). Mas vale dar chance a um sabor bem da terra na hora de pedir o prato principal e ficar com o filé-mignon em peça bem alta e rosada servido com molho de cogumelos e uma porção de tagliolini na manteiga com sálvia (R$ 79,00).

Informações checadas entre julho e setembro de 2018.

    Comer e beber

    • 2018 - Participante

      Italianos Comer & Beber .

      Sobre folhas fresquinhas de rúcula, os camarões feitos na lenha e ainda quentes encontram a companhia ideal dos refrescantes gomos de laranja da salada (R$ 69,00) oferecida de entrada. Continuando no mar, o crustáceo se repete no nhoque com brócolis e tomate-cereja (R$ 79,00). Mas vale dar chance a um sabor bem da terra na hora de pedir o prato principal e ficar com o filé-mignon em peça bem alta e rosada servido com molho de cogumelos e uma porção de tagliolini na manteiga com sálvia (R$ 79,00). (Informações checadas entre julho e setembro de 2018).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2017 - Participante

      Italianos Comer & Beber .

      Quando o assunto é acertar o gosto do público, o empresário Ipe Moraes dá um baile neste italiano. Puxado num caldo leve, o nhoque de camarão e brócolis al dente pode ser pedido em meia-porção (R$ 55,00) ou inteira (R$ 78,00). O sabor fica mais intenso, e apetitoso, na seção das bolonhesas e ragus. O de pato com cogumelos, tomate e cubinhos de cenoura e abobrinha vem sobre pappardelle (R$ 58,00 e R$ 79,00). De entrada, a porção de lula com pancetta (R$ 47,00) no forno a lenha pode decepcionar à primeira vista por estar tão branquela. Mas dê um voto de confiança. Basta um jato de limão-siciliano para a combinação de aromas ficar irresistível e a porção pequena se esgotar em minutos. (Preços checados em setembro de 2017).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2017 - Indicado

      Delivery Comer & Beber .

      Não, o clima badalado do restaurante não vem junto na bolsa térmica do motoboy que entrega a comida. Mas o cardápio de receitas italianas, como o pappardelle da casa com lascas de pato mais um mix de cogumelos em um ragu que merecia ser mais molhadinho (R$ 79,00), é o mesmo e pode ser solicitado com poucos toques na tela do celular. Em uma embalagem rígida, o que conta pontos positivos, chega o medalhão de filé-mignon ao molho de pimenta-verde com batatinha dourada e folhas de couve-manteiga refogadas de leve no azeite (R$ 79,00). Tenha muita fé para que seu tiramisu (R$ 28,00) não sofra turbulências no caminho, porque, no paladar, ele é muito bom. (Preços checados em setembro de 2017).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2016 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      É um sucesso de público. No cardápio, predominam receitas italianas clássicas como a berinjela à parmigiana (R$ 38,00), que ficaria ainda melhor se o molho fosse um tantinho menos ácido. Servida fria, a vieira grande e firme vem com o próprio coral (R$ 17,00 cada uma). Das opções principais, o pappardelle fresco pode levar ragu de cordeiro (R$ 75,00) e a costeleta suína à milanesa chega à com o osso (R$ 74,00). O tiramisu (R$ 28,00), que já foi um dos melhores da cidade, é feito agora com excesso de queijo mascarpone. (Preços checados em setembro/outubro de 2016).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2015 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      Desde a estreia, é um tremendo sucesso com filas na porta. As conservas em azeite chamadas de sott’olio, uma das especialidades do menu, continuam ótimas. Saboreie a de sardinha (R$ 15,00), servida como pestico na companhia de torrada e cebola caramelada ou o polvo (R$ 44,00). Alguns pratos continuam a seduzir o paladar, como a fregula com frutos do mar (R$ 78,00), aquele macarrãozinho sardo semelhante a bolinhas combinado com camarão pequeno, lula macia, mariscos pequenos, polvo em lascas e peixe branco. O pappardelle ao ragu de pato tem paladar intenso e vem combinado com pequenos cogumelos shimeji (R$ 69,00). Por outro lado, o stinco de vitela com risoto à milanesa (R$ 72,00) fica devendo, em especial por causa do arroz com um gosto exagerado de manteiga. Também não chega a empolgar a panacota de cacau na calda de frutas vermelhas (R$ 20,00). Caso pretenda pedir o bom cafezinho coado, preste atenção apenas ao preço: custa R$ 12,00. (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    • 2014 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      O nome é o mesmo de um antigo restaurante italiano aberto e comandado pela siciliana Maria Montanarini entre 1987 e 2002. Com a saída da restauratrice, vários empreendedores a sucederam na tarefa de tocar o local e, de lá para cá, o cardápio mudou radicalmente e trocou de bandeira — virou até contemporâneo espanhol. Nenhum dos sucessores sobreviveu. Esse panorama parece ter mudado no fim de 2013, quando o empresário Ipe Moraes, dono dos retumbantes bares Adega Santiago e Taberna 474, assumiu o ponto, transformando-o novamente em um agradável e concorrido endereço italiano. A clientela aparece para saborear os pratos executados pelo chef Felipe Grecco. Entre outras delícias, integram o cardápio o delicado ravióli de maçã ao creme de gorgonzola (R$ 53,00) e o marcante risoto de linguiça, feijão-fradinho mais ervilha- -torta (R$ 49,00). Melhor ainda experimentar o aromático pappardelle ao ragu de coelho (R$ 58,00). Para petiscar, expede conservas em azeite conhecidas como sott’olio. A de sardinha (R$ 27,00) é campeã. Em poucos lugares da cidade se provará uma versão tão boa de um doce que se banalizou: o tiramisu (R$ 19,00). (Preços checados em setembro/outubro de 2014.)

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s