Bottega Bernacca (Desde 2014)

Tipos de Restaurantes: Italianos, Vinhos
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Padre João Manuel, 826 - Jardim Paulista - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 35867103
Horário:
segunda-feira
19:00 - 23:30
terça-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 23:30
quarta-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 23:30
quinta-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 23:30
sexta-feira
12:00 - 15:30 - 19:00 - 23:30
sábado
12:00 - 16:00 - 19:00 - 23:30
domingo
12:00 - 17:00
monetization_on

Faixa de preço

De R$116,00 a R$175,00

check_circle

Informações adicionais

Lugares/Capacidade total (24 lugares), Levar vinhos (permite) (R$ 60,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato e Saulo Yassuda

Quando surgiu, em 2014, a casa tinha espírito de taberna, com vinho servido em copinhos de vidro e mais petiscos que pratos no cardápio. Atualmente com jeito acentuado de restaurante, a marca de Davide Bernacca atende em três endereços — o mais recente deles abertos na Rua Amauri —, com mais opções de pratos. As unidades são pequenas e aconchegantes, com salões escurinhos e velas sobre as mesas. De entrada, vai bem o chamado cipriani carpaccio (R$ 53,90), que traz fatias de filé-mignon cortadas de maneira mais rústica e temperadas com um pouco de molho de mostarda. O bom espaguete à amatriciana branca, com pancetta, cebola e vinho branco, é servido na mesa direto da panela (R$ 56,90). Bem doce, o tiramisu não vale os R$ 31,90 cobrados.

Informações checadas entre agosto e outubro de 2019.

    Comer e beber

    • 2019 - Participante

      Restaurantes - Italianos Comer&Beber .

      Quando surgiu, em 2014, a casa tinha espírito de taberna, com vinho servido em copinhos de vidro e mais petiscos que pratos no cardápio. Atualmente com jeito acentuado de restaurante, a marca de Davide Bernacca atende em três endereços — o mais recente deles abertos na Rua Amauri —, com mais opções de pratos. As unidades são pequenas e aconchegantes, com salões escurinhos e velas sobre as mesas. De entrada, vai bem o chamado cipriani carpaccio (R$ 53,90), que traz fatias de filé-mignon cortadas de maneira mais rústica e temperadas com um pouco de molho de mostarda. O bom espaguete à amatriciana branca, com pancetta, cebola e vinho branco, é servido na mesa direto da panela (R$ 56,90). Bem doce, o tiramisu não vale os R$ 31,90 cobrados.

      Arnaldo Lorençato e Saulo Yassuda

    • 2018 - Participante

      Bares-restaurantes Comer & Beber .

      O espaço, minúsculo, continua com fila de espera, embora desde o início de 2017 tenha uma filial do outro lado da rua. Ambos os salões têm atmosfera intimista e operam com um cardápio similar. O espaguete all’amatriciana bianca (R$ 56,90), que pode ser encontrado nas duas casas, tem sabor adocicado proveniente da cebola cozida em vinho branco por oito horas. Para brindar a refeição, há vinhos em garrafa ou em taça. Na seleção aparecem opções como o chileno Mucho Mas (R$ 24,00 a taça), da uva sauvignon blanc. (Informações checadas entre julho e setembro de 2018).

      Saulo Yassuda e Gabrielli Menezes

    • 2017 - Participante

      wine bars Comer & Beber .

      Pequeno e acolhedor, o bar tem o simpático costume de espalhar suas mesas na calçada. Assim, dá para driblar o aperto do salão e bebericar com mais sossego um dos vinte rótulos de vinho disponíveis, como o italiano Castello di Magione 2015 (R$ 109,90), feito de uva sangiovese. Para acompanhar os brindes, vá de crostini montado sobre pão crocante com mussarela de búfala e presunto cru (R$ 39,90, quatro unidades). (Preços checados em setembro de 2017).

      Fábio Galib e Saulo Yassuda

    • 2016 - Participante

      Bares wine bars Comer & Beber .

      Minúsculo, mas nem por isso menos acolhedor, o lugar tem apenas catorze lugares na parte interna e só mais uma dezena na calçada. Garrafas de vinho — ao todo, há vinte rótulos — são compartilhadas por casais e pequenas turmas, em taça ou copinho apelidado de piemontês. Uma possibilidade rosada é o francês Domaine Paul Mas Claude Val Rosé 2015 (R$ 99,90). De sotaque italiano, o menu sugere o rigatoni à bolonhesa (R$ 54,90), mas também sugestões francesas, como o croque monsieur (R$ 39,90). (Preços checados em setembro/outubro de 2016.)

      Fábio Galib e Saulo Yassuda

    • 2015 - Participante

      Bares wine bar Comer & Beber .

      Tudo bem apertadinho. Esse é o espírito da acolhedora casa de apenas catorze lugares no salão — se é que podemos chamar assim, com “ão” — e mais dez na calçada, onde o público ganha mantas nas noites mais frias. É um convite, portanto, para aparecer em casal e fcar bem juntinho, o que não impede a clientela de surgir em pequenos grupos. A lista de vinhos disponibiliza dezessete rótulos, entre eles o tinto italiano Castello di Magione 2013 (R$ 89,00), feito com uva sangiovese. A bebida é servida sem pompa, em pequenos copinhos de vidro importados da Itália e capacidade de meia dose. Mas, se você não vive sem as tradicionais taças, basta solicitá-las. A ala mastigável inclui alguns sanduíches, massas e saladas. O steak tartare (R$ 51,90) aparece na forma de três quenelles (praticamente um bolinho feito com colheres) na companhia de torradinhas. (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Saulo Yassuda

    • 2014 - Participante

      Bares wine bar Comer & Beber .

      Aconchegante e com pouca luz, mostra-se uma ótima pedida para ir a dois. Chama atenção pelo tamanho do salão, minúsculo, mas longe de ser desconfortável. Revestido de madeira, o espaço dá lugar a apenas sete mesas (há mais seis do lado de fora) e à adega, que ocupa uma das paredes. A clientela tem à disposição dezessete rótulos de vinho, servidos de maneira bem informal em simples copinhos de vidro trazidos da Itália. Nada de taças, portanto (a não ser que você solicite). Pince da carta o tinto italiano Castello di Magione Sangiovese 2013 (R$ 89,00), uma das boas atrações. Para comer, o enxuto menu lança mão da expertise de um dos sócios, Davide Bernacca, do restaurante Serafina. Há sugestões de massas, aperitivos e sanduíches, entre eles o il pierino (R$ 29,00), de pão de miga recheado com creme de queijo suíço e presunto cozido, frito antes de ir à mesa. (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Saulo Yassuda

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s