Clique e assine por apenas 6,90/mês

O que São Paulo pode aprender com o “Cidade Limpa” de Barcelona

Ao proibir outdoors e publicidade externa, a prefeitura de lá canalizou a demanda reprimida para restaurar fachadas de prédios históricos

Por Helena Galante - Atualizado em 3 Oct 2019, 19h11 - Publicado em 1 Oct 2019, 06h00
#SPSONHA Episódio 16: o que SP pode aprender com o “Cidade Limpa” de Barcelona Helena Galante/Veja SP
Barcelona foi pioneira ao criar sua lei de “Cidade Limpa” nos anos 1980. Ao proibir outdoors e publicidade externa, a prefeitura de lá canalizou a demanda reprimida para restaurar fachadas de prédios históricos. Como? Quem patrocinasse uma reforma, poderia exibir seu logotipo na tela de proteção da obra. E assim mais de mil fachadas foram restauradas, inclusive várias obras do mestre Antoni Gaudí, que estavam em mau estado. Quer saber mais como funciona esse programa? Se fosse implementado em São Paulo, que fachadas deveriam ser contempladas com esses anúncios salvadores?
Acompanhe o podcast #SPSONHA com Raul Juste Lores, redator-chefe da Vejinha e autor de “São Paulo nas Alturas“, e a editora Alessandra Balles.

Escute o podcast #SPSONHA nas plataformas YouTubeSpotifyDeezer, SoundCloud e Google Podcast #SPSonha.

Não sabe como ouvir podcast? Clique aqui para ver o passo a passo.

Publicidade