Clique e assine por apenas 6,90/mês

Uma loja da Livraria da Travessa está entre as novidades do novo Instituto Moreira Salles

Novo centro cultural, previsto para inaugurar em julho de 2017, ocupará um prédio na Avenida Paulista; Kleber Mendonça Filho cuidará da programação de cinema do lugar

Por Julia Flamingo - Atualizado em 1 Jun 2017, 15h49 - Publicado em 5 Dec 2016, 19h44

Com inauguração prevista para julho de 2017, o Instituto Moreira Salles promete ser um presente extraordinário para os paulistanos, daqueles de fazer inveja a outras cidades. Localizado na Avenida Paulista, em um terreno de 10 000 metros quadrados quase na esquina com a rua da Consolação, o prédio de sete andares contará com salas de exposição, restaurante, café, livraria, biblioteca e cinema. A fotografia – foco principal do instituto desde 1999 – continuará sendo a estrela do centro cultural.

O valor investido no projeto, que é assinado pelo escritório Andrade Morettin Arquitetos, é de 8 milhões de reais que tem. Segundo o arquiteto Marcelo Morettin, o conceito principal é a integração do prédio com a cidade e os passantes. O térreo, por exemplo, funcionará como uma continuação da calçada da Avenida Paulista. Para acessar as instalações, será necessário subir por uma escada rolante, que leva a 17 metros de altura, onde está a praça IMS. “É como se a calçada da Paulista fosse transferida para o meio do museu”, conta.

Instituto Moreira Salles
Instituto Moreira Salles

Outra novidade anunciada nesta segunda (5) foi o convite para o cineasta Kleber Mendonça Filho (diretor de O Som ao Redor e Aquarius) ser o coordenador de cinema do espaço. À frente do cinema da Fundação Joaquim Nabuco, no Recife, até o último mês de outubro, ele será responsável pela programação da sala de cinquenta lugares e pelos lançamentos da coleção de DVDs do instituto.

Instituto Moreira Salles_restaurante Balaio
Instituto Moreira Salles_restaurante Balaio

O Instituto Moreira Salles anunciou ainda duas novas parcerias com potencial para enriquecer ainda mais o cardápio do lugar. Na gastronomia, o restaurante e café Balaio será comandado pelo chef Rodrigo Oliveira (Mocotó e Esquina Mocotó), que promete um cardápio com preços acessíveis, em sintonia com toda a programação cultural do local — a entrada para o museu será gratuita. Já a loja será comandada pela Livraria da Travessa, entre as mais queridas do Rio de Janeiro, que chega pela primeira vez num ponto fixo da cidade.

Instituto Moreira Salles
Instituto Moreira Salles

+ Novas galerias da capital inspirados em espaços culturais de Nova York

O pequeno espaço do atual Instituto Moreira Salles, localizado em Higienópolis foi fechado no último domingo (4).O espaço físico era quase insignificante se considerado o acervo total de 2 milhões de imagens, além da vasta coleção de música do instituto. Na nova sede, o espaço expositivo irá somar 1 200 metros quadrados, ocupados principalmente com mostras produzidas pelo museu. A partir da próxima semana, dois monitores instalados no tapume da construção devem apresentar vídeos que resumem alguns detalhes do projeto.

Publicidade