Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Inezita Barroso em músicas, fotos e recortes no Itaú Cultural

Exposição com 249 itens fica em cartaz até 5 de novembro

Por Tatiane de Assis Atualizado em 28 set 2017, 19h23 - Publicado em 28 set 2017, 19h21
Inezita Barroso no programa Os Sons da Memória em 1980 (Danilo Pavani/ Cedoc FPA/TV Cultura) Danilo Pavani/ Cedoc FPA/ TV Cultura/Divulgação

Tal como um portal, uma espécie de cortina de fitas coloridas dá acesso à vida e obra da cantora Inezita Barroso (1925-2015) no Itaú Cultural, localizado na Avenida Paulista. A paulistana, ícone da música caipira no país, é tema da sexta Ocupação que o instituto realiza em 2017. Em cartaz desde a última quarta (27) até 5 de novembro, a exposição conta com 249 itens.

A equipe de curadoria, comandada pelo músico e compositor Paulo Freire, selecionou preciosidades como gravações de músicas e conversas caseiras, fotos pessoais de shows e viagens, recortes de jornais, bilhetes e prêmios. A preservação dos itens se deve à própria artista, que era também biblioteconomista.

Programa Cine Brasil, 1985 (Cedoc FPA/TV Cultura/Danilo Pavani) Cedoc FPA/TV Cultura/Danilo Pavani/Veja SP

Essa informação pouco conhecida revela a personalidade multifacetada de Inezita. Ela foi atuante em diversas áreas, como teatro, cinema, educação e televisão. Para dar conta de tanta história, a mostra conta com quatro eixos que levam nomes de discos gravados pela artista (Eu me Agarro na Viola, Inezita em Todos os Cantos, O Brasil de Inezita Barroso e Inezita Apresenta).

Na programação paralela da Ocupação Inezita Barroso há bate-papos e shows. O violeiro Roberto Corrêa se apresenta na sexta (29) na Sala Itaú Cultural. A exposição e os shows têm entrada grátis.

Programa Os Sons da Memória em 1980 (Danilo Pavani/ Cedoc FPA/TV Cultura) (Danilo Pavani/ Cedoc FPA/TV Cultura)/Veja SP
Continua após a publicidade
Publicidade