Continua após publicidade

Demissão em massa no SBT: o que explica a grave crise que assola a emissora

O canal dispensou um elenco de estrelas, além de equipes de produção

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 27 Maio 2024, 17h27 - Publicado em 8 out 2020, 10h01

O SBT passa por um momento de cortes em seu elenco de estrelas. Desde setembro, demissões são feitas para enxugar o quadro de funcionários e tentar amenizar a grave crise pela qual passa a emissora de Silvio Santos. Na quarta-feira (7), Leão Lobo, Lívia Andrade e Mamma Bruschetta tiveram os contratos rompidos.

Além deles, Maísa Silva, uma celebridade teen que explodiu no canal, anunciou sua saída da casa após 13 anos no último sábado (3). No final do ano passado, Larissa Manoela, outra promessa, também já havia deixado o SBT. Arlindo Grund e Isabella Fiorentino, que apresentavam o Esquadrão da Moda, foram outras baixas. E o elenco de As Aventuras de Poliana, que iria gravar a nova fase da novela, foi dispensado. No jornalismo, dois dos principais nomes da emissora caíram: Roberto Cabrini e Rachel Sheherazade.

Não são só os rostos conhecidos que tiveram de sair. Equipes de produção como as do programa de Raul Gil e Patrícia Abravanel foram dispensadas (apesar de os apresentadores continuarem na emissora).

Sem muita atividade, o SBT exibe muitas reprises, o que tem afugentado a audiência. Parte do problema é a pandemia do coronavírus. A emissora costuma dar férias para os funcionários no início do ano, quando exibe reprises. Mas com as atividades suspensas por causa da Covid-19, não houve tempo hábil para retomada das gravações.

Além disso, faltou investimento na área jornalística em um momento em que o público estava propenso em consumir informações sobre o novo coronavírus. Neste ano, o SBT também comprou direitos de transmissões da Taça Libertadores da América por um custo altíssimo, cerca de R$ 316 milhões. Isso afetou o caixa e o retorno ainda não é o esperado. O SBT completa 40 anos em 2021 e vai ter de traçar uma boa estratégia para vencer a crise e comemorar.

Continua após a publicidade

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.