Continua após publicidade

Exposição de arte contemporânea para crianças tem obras de Guto Lacaz

"CRIA_experiências de invenção" fica em cartaz no Centro Cultural Fiesp até fevereiro do ano que vem

Por Júlia Rodrigues
Atualizado em 27 Maio 2024, 21h33 - Publicado em 16 set 2022, 06h00

Quando se fala em atividades culturais para crianças, logo vêm à mente peças de teatro e apresentações musicais. Ainda perdura a ideia de que as artes visuais, principalmente a arte contemporânea, têm um significado pouco acessível aos pequenos. Depois de passar por Belo Horizonte, a exposição gratuita Cria__Experiências de Invenção chega à capital para provar o contrário.

+Duas peças sobre meio ambiente e feminismo para levar os pequenos

Reúne no Centro Cultural Fiesp, até fevereiro do ano que vem, 31 obras de grandes nomes da arte contemporânea brasileira, como o paulistano Guto Lacaz, a paulista Stela Barbieri, a gaúcha Regina Silveira e expoentes do movimento em Minas Gerais, de onde vem, como o coletivo O Grivo. “A criança é um ser inventivo, não apenas um receptor da cultura mediado pelos adultos. Ela sabe lidar muito bem com o indeterminado, o imprevisível, o novo, propriedades caras à arte contemporânea”, acredita Marconi Drummond, curador da exposição.

Instalação de arte circular, com instrumentos diversos em volta. Há uma cadeira de balanço no meio
“Banho de Canto” (2017), de Stela Barbieri: instalação musical (Mateus Lustosa/Divulgação)

Já no hall que leva para a entrada do Espaço de Exposições, os visitantes “pisam” em uma das obras, Tropelia (2019), de Regina Silveira, uma instalação gráfica com pegadas de animais adesivadas no chão e na parede, feita para a mostra. O ambiente de 365 metros quadrados da galeria revela trabalhos de linguagens diversas, entre esculturas sonoras, máquinas-livro, fotografias, jogos ancestrais, poesia visual e videoarte, incentivando o público a criar o próprio trajeto e interagir com eles. “Escolhemos artistas que não produzem para crianças, mas que têm obras que são possíveis de ser partilhadas com esse público”, explica Marconi. Stela Barbieri, que já atuou na Bienal de Artes de São Paulo e no Instituto Tomie Ohtake, apresenta Banho de Canto (2017), instalação circular repleta de instrumentos que, quando tocados, envolvem quem está sentado no centro com uma avalanche sonora.

Continua após a publicidade

+CCBB estimula sensibilização com oficinas inspiradas em mostra de Suassuna

Guto Lacaz, por sua vez, traz ao conjunto três livros cinéticos, cujas ilustrações e elementos gráficos se movem a partir do acionamento de um pequeno motor. Um deles é Eletro Livro: Reinações de Narizinho (2019), feito a partir do clássico infantil de Monteiro Lobato.

Livre. Centro Cultural Fiesp. Avenida Paulista, 1313, ☎ 3146- 7938. Qua. a dom., 10h/20h. Grátis. Até 19/2. sesisp.org.br/cultura.

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Continua após a publicidade

Publicado em VEJA São Paulo de 21 de setembro de 2022, edição nº 2807

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.