Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Ovos de Páscoa para cachorros chegam ao mercado

Agora eles também podem: marcas produzem ovos de Páscoa feitos especialmente para cachorros com doce que imita chocolate

Por Fernanda Campos Almeida Atualizado em 15 abr 2022, 11h48 - Publicado em 14 abr 2022, 06h00

Um docinho inofensivo aos humanos pode ser um perigo para os animais. O chocolate, por exemplo, contém cafeína e teobromina, substâncias que, como explica o veterinário da Pet Care, Marcelo Quinzani, são metabolizadas de forma lenta pelo organismo dos pets, intoxicando-os. “E quanto mais escuro o chocolate, mais teobromina ele tem”, complementa.

+ Após resgatar 1.900 gatos em São Paulo, atriz planeja criar “cat café”

Para também compartilhar a Páscoa com os companheiros de quatro patas, marcas voltadas ao universo pet desenvolveram produtos com textura, cheiro e até sabor semelhante ao do chocolate, mas completamente seguros para o bichinhos.

Mão segurando um ovo de páscoa para pet em fundo branco
Ovo para cãoelhos, da Petiko: chocolate fake para pets Petiko/Divulgação

Lançamento da Petiko, o “ovo para cãoelhos”, de 60 gramas, é feito principalmente com farinha de aveia e adição de ingredientes como leite em pó e aroma de baunilha, que aprimoram o sabor do petisco. Custa 22,90 reais na loja da marca. A ideia, desenvolvida por veterinários, zootecnistas e outros profissionais, tem a receita parecida com a do “ovodog’s”, da marca Chocodog’s (19,90 reais, 50 gramas, na loja Cobasi).

+ Detentos cuidam de gatos e cães em presídio de São Paulo

Continua após a publicidade

Sobre os gatos, Quinzani explica que os felinos geralmente não se atraem por alimentos doces, mas os bichanos também não ficam de fora. A Doogs Pets trabalha com sabores salgadinhos, feitos de material bovino, como carne, salmão e frango, incluindo ovos de Páscoa especiais para gatos (a partir de 27,99 reais, na Petz).

Vale ressaltar que o presente deve ser usado apenas como aperitivo ou agrado durante brincadeiras e adestramentos e não substituir uma refeição completa. Nas embalagens, as próprias marcas divulgam as recomendações sobre a quantidade ideal que pode ser oferecida, levando-se em consideração o porte do animal.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 20 de abril de 2022, edição nº 2785

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês