Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Pokémon Go: doze lugares que concentram as criaturas a serem caçadas

Rodízio de carne, igrejas, esculturas... Tem Pokémon espalhado pela cidade inteira. Conheça alguns lugares onde há maior quantidade deles - os chamados PokéStops

Por Gabriel Bentley Atualizado em 1 jun 2017, 16h02 - Publicado em 4 ago 2016, 21h27

Se você entrou na onda do Pokémon Go, certamente vai saber o que são PokéStops – os lugares apontados no mapa do game que concentram os bichos a serem capturados. A cidade já concentra vários desses pontos, de shopping center a túmulo em cemitério. Confira abaixo doze deles:

1- Entrada do Shopping Pátio Paulista pela Praça Oswaldo Cruz, na Bela Vista.

2- Relógio em prédio no cruzamento das avenidas Ipiranga e São João (acima de uma placa do Citibank), no Centro.

3- Costelaria Rancho do Vinho, um rodízio de churrasco no Jardim Londrina, perto da Vila Sônia, na Zona Sul.

4- Paróquia Senhor Bom Jesus Passos, na Praça Portugal, em Santo André.

Publicitário tem celular roubado enquanto jogava Pokémon na Paulista

5- Um dinossauro gigante dentro do Continental Shopping, no Jaguaré.

6- Papagaio da loja de conveniências BR Mania, no posto BR, Marginal Tietê com a rua Ferreira de Oliveira, no Pari.

7- Igreja Mundial do Reino de Deus, na Alameda Joaquim Eugênio de Lima, na Bela Vista.

Continua após a publicidade

8- Balada Love Story, na República.

9- Túmulo da família Santos, no cemitério São Paulo Cardeal, em Pinheiros.

Escultura Tomie Ohtake
Escultura Tomie Ohtake

10- Escultura de Tomie Ohtake, na Paulista, perto do metrô Trianon-Masp.

11- Igreja Nossa Senhora do Monte Serrat, no Largo da Batata, Pinheiros.

12- Escultura composta de círculos e losangos na saída do Metrô Armênia, na Zona Norte.

Pokémon Go causa alvoroço na Avenida Paulista e outros locais de SP

Vale ficar de olho em grafites e esculturas bizarras por toda a cidade. Estes parecem ter sido os pontos favoritos da Nintendo para incluir os PokéStops Go.

Achou outros PokéStops interessantes? Conte pra gente!

 

Continua após a publicidade
Publicidade