Clique e assine por apenas 6,90/mês

Hirá Ramen Izakaya oferece boa degustação de saquês

Dos quatro rótulos disponíveis, um é produzido por Kumiko Maeda, uma das poucas mulheres a fazer a bebida no Japão

Por Gabrielli Menezes - 25 Jan 2019, 06h00

Coisa rara no Japão, Kumiko Maeda — uma mulher — produz saquês há dezoito anos (o ofício, tradicionalmente, é realizado por homens no país). Ela saltou de um cargo administrativo à presidência da produtora Koimari, na província de Saga, no sul.

“Apesar de o ambiente fabril ainda ser bem masculino, ajustei a nossa estrutura para que mulheres trabalhem com segurança e conforto”, conta a empresária, que, por exemplo, comprou mais veículos para transportar toneladas de arroz usadas no processo.

Kumiko Maeda, produtora de saquê no Japão Divulgação/Divulgação

Um dos rótulos, o Koimari 74, de agradável toque defumado, pode ser experimentado na nova degustação do Hirá Ramen Izakaya. Oferecida a R$ 109,00, a prova conta com quatro saquês finos, do tipo junmai, que não levam a adição de álcool destilado na composição.

A sequência inclui o nobre Amabuki Junmai Ginjo Ichigo, feito com levedura de flor de morango, e duas versões da Hakutsuru: o seco e o leitoso Sayuri, que finaliza a série deixando uma doçura na boca.

Publicidade