COMER & BEBER 2016/2017: sanduíches

Confira a seleção dos melhores endereços dessa categoria

A edição especial VEJA COMER & BEBER São Paulo reúne 200 endereços de comidinhas. Abaixo, a seleção dos sanduíches.

Blue Sandwich Market: aberta em julho, a poucos passos da hamburgueria Z Deli, a casa faz sanduíches tão suculentos quanto saborosos. Nenhum supera o de porchetta (R$ 32,00), que traz a carne suína marinada por 24 horas antes de ser assada. Cortada em lascas, ela recheia a ciabatta com maionese e saladinha de rabanete e pepino cheia de frescor. O brisket (R$ 28,00), peito bovino cozido, vai no brioche com alface, cebola, maionese, tomate e molho barbecue. Há ainda sugestões de frango empanado (R$ 26,00) e salmão (R$ 36,00), além de uma vegetariana, com shimeji (R$ 26,00).

Frevo: mesmo após a mudança para um imóvel do outro lado da Rua Oscar Freire, a lanchonete preserva o salão do jeitinho como foi inaugurado há seis décadas. Estão lá o balcão com quinze banquetas fixas, os azulejos amarelinhos e os garçons nem sempre tão simpáticos. Estrela do lugar, o beirute é preparado em diferentes versões, mas nenhuma supera em pedidos o tradicional (R$ 33,40; R$ 18,80 o míni), que exibe equilíbrio perfeito entre as duas fatias fininhas de pão torradas no limite e o rosbife da casa, além de queijo derretido e tomate. Um chope, servido com colarinho espesso no copo rabo de peixe (Brahma; R$ 8,70), é sempre uma boa companhia para aguardar a chegada do sanduíche.

+ Os melhores salgados da cidade

Lox Deli: a deli de ambiente moderninho tem cardápio inspirado nas casas nova-iorquinas do gênero. Quase tudo é preparado ali, e com esmero, como o salmão curado à moda judaica, com sal, açúcar mascavo, semente de coentro e zimbro. No bagel tostado, junto de cream cheese, dill e picles de cebola‑roxa, ele compõe um ótimo sanduba (R$ 35,00). Há ainda uma versão de pastrami artesanal com mostarda de Dijon no pão de centeio (R$ 33,00) e a de schnitzel de frango, maionese de pimenta e alface americana na ciabatta integral (R$ 34,00). Como acompanhamento, basta pedir batata frita rústica (R$ 18,00) e cerveja — os rótulos são variados.

Mano Sanduíches

Mano Sanduíches

Mano Sanduíches: dos mesmos donos do restaurante Nou, segue a linha fast-food. Não há garçons: é preciso fazer o pedido no caixa e aguardar ser chamado. Os sandubas privilegiam ingredientes de produção própria, caso do salmão defumado que ganha coalhada, limão-siciliano, pepino e dill (R$ 22,00). Outra sugestão leva presunto assado com queijo prato e mostarda (R$ 15,00). Para a montagem, escolhe-se pão de fôrma multigrãos ou ciabatta, opções que podem ser trocadas por salada por mais R$ 2,00. Para beber, o cliente pega na geladeira um suco ou uma boa cerveja, como a Júpiter IPA (R$ 21,00; 310 mililitros).

Pinati: apertadinha, a lanchonete da família Berlovich segue à risca as normas kosher, com ingredientes supervisionados por um rabino. Mas mesmo quem não faz parte da comunidade judaica se satisfaz com o shawarma de carne de frango fatiada servida no pão lafa com tomate, pepino, homus, tahine, repolho e picles (R$ 36,00). O faláfel, um dos melhores da cidade, também pode vir na forma de um sanduíche (R$ 32,50) ou em porção de seis unidades junto de tahine (R$ 17,30). Na hora de escolher algo para beber, recomenda-se ir sem medo no suco de laranja com cenoura (R$ 7,50), bem docinho.

Pita Kebab Bar: o nome entrega tudo: sanduíches no pão pita, os chamados kebabs, são a especialidade deste endereço com cara de bar. Seja no salão da frente, seja nos fundos, em um espaço que lembra um jardim, um pessoal descolado pede versões do lanche com cordeiro (R$ 27,00), acrescida de alface, tomate e molho tahine, ou de cafta (R$ 21,00). Tem ainda porção de faláfel (R$ 25,00, oito unidades) e as chamadas mezzes, com pastinhas como coalhada seca, homus e babaganuche (R$ 35,00). A seleção de cervejas é robusta, e faz mais sucesso ao cair da tarde.

Ponto Chic: clássico da cidade, o endereço reivindica para si a criação do icônico bauru. Na receita original do sanduíche, servida ali há oito décadas, entram rosbife, tomate, pepino e uma porção generosa de queijos prato, gouda, suíço e estepe fundidos, tudo no pão francês por caros R$ 24,90. Pratos também fazem sucesso, caso do farto filé­mignon à parmigiana com arroz e batata frita (R$ 92,32, para duas pessoas). Com indefectíveis gravatas-borboleta vermelhas, os garçons entregam nas mesas outras pedidas, como batata frita em gomos gordinhos (R$ 23,10) e um leve chope na caneca (Brahma, R$ 9,56).

+ Os melhores hambúrgueres

Tigre Cego: responsável pelos sanduíches — e também pela ótima porção mista de batatas inglesa e doce e mandioquinha fritas (R$ 22,00) —, Pablo Muniz reformulou o cardápio. Entre as estreias estão quatro opções de hambúrguer, três delas com um belo disco de carne de 180 gramas e a última, vegetariana. Outra novidade, o bul go gui (R$ 30,00), que no passado vinha numa massa de arroz, é apresentado na forma de três pequenos tacos de milho: dentro de cada um deles vem fraldinha marinada no óleo de gergelim com gengibre, shoyu e alho. Um mix de pimenta dedo-de-moça, cebolinha, picles de moyashi e maionese de conserva picante de acelga completa a sugestão.

Town Sandwich Cº: duas fatias de pão não são capazes de limitar a criatividade de Lucas Bassoleil. Basta percorrer com os olhos o cardápio elaborado pelo cozinheiro, filho do chef francês Emmanuel Bassoleil, para encontrar sugestões cheias de bossa. É o caso do sanduíche de pernil desfiado, com barbecue e farofa de bacon (R$ 27,00). Ele vem com um ovo de gema mole e raspas de limão-siciliano mais um bocado de bacon, tudo em uma macia bisnaga redonda. Acredite: é tão bom quanto parece, se não melhor. Trivial, mas não menos interessante, o choripán (R$ 25,00) traz dentro da baguete tostadinha linguiça parrillera e chimichurri de ervas frescas. Quer mais? A porção de faláfel (R$ 16,00) reúne seis dourados bolinhos na companhia de homus. Uma delícia.

Via Emilia Piadineria: piadina é o nome dado pelos italianos da Emilia-Romagna a um sanduíche de massa fininha e crocante, feita com farinha de trigo, água, banha de porco e sal. A chef Lais Duo investe em recheios como o chamado forlimpopoli (R$ 28,00), ótima combinação de rosbife caseiro, lascas de grana padano, picles e molho de mostarda (R$ 31,00). Outra versão, que leva o nome de carpi (R$ 34,00), tem como ingredientes presunto cru defumado, cogumelo-de- paris e rúcula. Também dá para ser feliz com a entradinha: um arancino sequinho, feito de arroz carnaroli, açafrão e parmesão (R$ 28,00, seis unidades).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s