Imagem Blog

Tudo Sobre Cinema

Continua após publicidade

Cinemas drive-in renascem nos EUA e tendência chega ao Brasil

A Argentina também já tem planos de inaugurar um espaço assim que a quarentena for flexibilizada

Por Miguel Barbieri Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 6 Maio 2020, 15h19 - Publicado em 6 Maio 2020, 12h43

Enquanto a maioria dos 5548 cinemas permanece fechada nos Estados Unidos, os cinemas drive-in parecem estar ganhando adesão cada vez maior. Na década de 50, auge do cinema “de dentro do carro”, os Estados Unidos contavam com 3000 espaços. Hoje, 25 dos cerca de 300 drive-ins estavam abertos no último fim de semana, segundo a Associação de Proprietários de Cinemas Drive-In.

Um deles era em Ocala, na Flórida, que está funcionando sete vezes na semana, exibindo, por exemplo, o novo Trolls e a reprise de De Volta para o Futuro. John Watzke, dono do cinema, disse que “nesta época do ano, não vendia ingressos porque as crianças estavam na escola”. Como muitos têm enfrentando uma incerteza financeira e estão confinados em suas casas e não podem visitar amigos e familiares por causa do coronavírus, ele queria dar uma alternativa de entretenimento. Para isso, introduziu novas medidas de segurança, incluindo baixar a capacidade de carros (de 460 para 250) e pedir aos funcionários que usem máscaras e luvas e que os clientes façam seus pedidos de comida on-line. Eles também verificam a temperatura dos funcionários a cada três horas.

Além de exibir filmes, os donos dos drive-ins estão se preparando para utilizar o espaço para cultos, formaturas, shows ao vivo e reuniões de igreja. Josh Frank, proprietário do Blue Starlite, um drive-in urbano no Texas, espera que os negócios prosperem no verão e que tenha um “grande pico” nas vendas de ingressos nos próximos dois a três meses. “As experiências de cinema ao ar livre serão procuradas por, pelo menos, nos próximos um ou dois anos. Mesmo quando as coisas começarem a reabrir, será a maneira mais segura e confortável de assistir a um filme”, disse Frank, para o site do The Guardian.

Em Nova York, o governador Andrew Cuomo, embora tenha expressado simpatia pelo cinema drive-in, o estado não permite que eles funcionem durante a quarentena, já que não é um serviço essencial. Mas os proprietários de lá estão animados com a chegada do verão e o provável relaxamento do isolamento. Beth Wilson, proprietária do Warwick Drive-In, em Nova York, está esperando usar o espaço como cinema e também para formaturas da escola. Há ainda esperança de reabertura de drive-ins em Massachusetts, logo após o fim do confinamento. O problema, no entanto, como aponta o proprietário do Wellfleet Drive-In, em Cape Cod, será a falta de lançamentos. “Não podemos faturar só com filmes retrô. Vamos precisar de estreias para ter um negócio robusto e poder sobreviver”, disse John Vincent.

Continua após a publicidade

Quem também está se preparando para a volta do cinema drive-in é a Argentina. Conhecido como autocine, eles já anunciaram o retorno, assim que puderam voltar às atividades normais. Nos próximos dias, a Argentina deve flexibilizar a quarentena e, assim, a Cinergia Agency vai poder montar seu cinema ao ar livre.

No Brasil, algumas ações já começam a despontar. Já está em funcionamento na Praia Grande, no litoral paulista, o Cine Drive-In, uma parceria do Litoral Plaza Shopping com a exibidora Cinesystem. Estão ocorrendo duas sessões diárias, no estacionamento do shopping, com ingresso, por pessoa, a R$ 15,00, com parte do valor revertido para o Fundo Social de Solidariedade da Praia Grande. Até quinta (7), estão em exibição Nasce uma Estrela e Maria e João – O Conto das Bruxas. Há venda de pipocas doces e salgadas, chocolates e refrigerantes. Os atendentes estão utilizando máscaras e luvas. Os cardápios são plastificados para que a higienização possa ser realizada antes e depois do manuseio. Álcool gel para funcionários e clientes estão disponíveis. Segundo decreto municipal, o uso de máscara é obrigatório também para os clientes. Os ingressos estão sendo vendidos pelo site da cinesystem.com.br.

Em Curitiba, o restaurante Madalosso, um dos mais tradicionais da capital paranaense, vai usar o espaço de seu estacionamento, com capacidade para aproximadamente 900 carros, para fazer um evento de cinema ao ar livre e de acordo com as normas de segurança e saúde. A pipoca será trocada por polenta frita e refrigerante, os combos serão vendidos on-line e o ingresso será uma doação, revertida para uma campanha solidária. Não será permitido sair do carro, nem mesmo para ir ao banheiro.

Continua após a publicidade

Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.