Imagem Blog

Terraço Paulistano Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Continua após publicidade

Modelo acusa chef Jun Sakamoto de racismo em seu restaurante

Fernanda Ferrer afirma que profissional se recusou a atendê-la e mandou ela e seu parceiro, o chef Gerard Barberan, se retirarem

Por Humberto Abdo
Atualizado em 10 out 2023, 13h11 - Publicado em 10 out 2023, 13h03

A modelo Fernanda Ferrer afirma ter sofrido nesta segunda (9) um episódio de racismo com Jun Sakamoto no restaurante que o chef mantém em Pinheiros desde 2000. Em vídeos publicados no seu Instagram, ela conta que o proprietário do local se recusou a servi-la e mandou ela e seu parceiro, o chef espanhol Gerard Barberan, se retirarem.

“Eu acabei de sofrer uma situação ridícula de racismo, de uma pessoa que eu nunca esperei, que é Jun Sakamoto, um ícone do japonês aqui em São Paulo. Eu cheguei lá (no restaurante) e ele não me serviu o sushi. E eu falei ‘chef, você não vai me servir?’. Ele falou ‘não, levanta e vai embora'”, relata a modelo.

“É isso, Jun Sakamoto? Esse é o omotenashi (expressão de hospitalidade em japonês) que você quer transmitir ao Brasil? Eu fui ao Japão e não foi isso que eu vivi. Nunca passei por essa situação de me sentir mal ou de nenhum preconceito no Japão. Então é isso que você transmite ao Brasil?”

+ Feira dos Campeões reúne 20 estabelcimentos premiados

Está tudo com meu advogado, que vai mover uma ação contra eles porque tenho várias testemunhas, eu em nenhum momento fui racista. Se eu fosse racista, com 23 anos de carreira já teria demonstrado”, rebate Sakamoto em entrevista à coluna. Segundo ele, o caso aconteceu durante uma visita do chef Nozomu Abe, de Nova York, após o colega ter jantado no japonês Kuro, comandado pelo chef Gerard.

Continua após a publicidade

“Ele (Nozomu Abe) passou aqui com mais pessoas e o casal, se sentaram no balcão e perguntei se queriam comer alguma coisa porque sabia que já tinham jantado. Ele disse que queria experimentar meu sushi, ‘mas três só é o suficiente”’, conta Sakamoto. “Comecei a preparar e, no que fiz o primeiro e ia cortar o segundo peixe, ele (Gerard) começou a reclamar que não estava fazendo para eles também. Eu falei ‘não, eu faço, é que o Abe-san pediu pra fazer só pra eles porque vocês já jantaram’. Então achei que fosse um acordo entre eles.”

O motivo para ter expulsado o casal, de acordo com o dono do estabelecimento, foi a postura de Gerard.

“Ele continuou falando cada vez mais alto e ‘não, mas a culpa é dele, não é assim que se trata!’. Estava alterado se dirigindo a mim, aí fiquei irritado e olhando pra ele. Ele virou e falou ‘o que é, cê quer que eu vá embora?’ e eu falei ‘eu quero, por favor se retire'”, diz.

Eu nunca me dirigi a ela, fui contra essa atitude dele ficar gritando com clientes da casa. Não tinha reserva, foi convidado pelos quatro não sei por quê… Imagino que ele seja sócio do restaurante Kuro, então se conheceram lá e quis vir junto. É um cara suspeito que acho que se aproveitou da namorada, que é de cor (sic), pra pedir pra ela fazer um post de que sou racista.”

Continua após a publicidade

Em contato com a reportagem, o casal não quis mais comentar o episódio. “Vamos nos proteger com a lei e nada mais”, completou Gerard.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.