Imagem Blog

Terraço Paulistano

Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Continua após publicidade

Alfaiate que vestiu presidente Lula inaugura loja em Moema

Alexandre Won abre as portas com nova linha masculina de peças para pronta entrega

Por Humberto Abdo
Atualizado em 5 abr 2024, 11h25 - Publicado em 5 abr 2024, 06h00

Após trabalhar por quase vinte anos a portas fechadas — e conquistar clientes como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o empresário Roberto Justus —, o alfaiate Alexandre Won acaba de criar sua primeira linha masculina de peças para pronta entrega.

Calças, jaquetas, parcas, trench coats e costumes vão ocupar a vitrine do seu ateliê renovado em Moema, que agora passa a funcionar como showroom e ficará aberto para receber o público de segunda a sexta.

“Como estamos na Rua Normandia, tombada pelo patrimônio histórico, reformei sem mudar nenhuma característica original, deixando as paredes e a estrutura da casa à mostra”, explica.

Em tiragens limitadas, suas criações virão da Itália em lotes mensais e em breve serão distribuídas em outras multimarcas da cidade. “Visitei Nápoles quatro vezes até conquistar a confiança dos fabricantes e conseguir um fornecedor”, conta.

Continua após a publicidade

Na campanha de estreia, estrelada pelo ator Chay Suede, alguns dos destaques são a camisa de algodão, vendida a partir de 1 980 reais, e o costume de linho, de 13 800 reais.

O atendimento sob medida continua no mesmo endereço — mas, neste caso, uma calça e paletó não saem por menos de 19 900 reais.

Foi um desses conjuntos que o presidente da República vestiu no casamento com a primeira-­dama Janja e durante a posse no Congresso Nacional, em 2023.

Continua após a publicidade

“Ficamos uma hora e meia sozinhos batendo papo sobre vida e política”, recorda Won. “Não lembro quem foi o primeiro famoso que vesti, mas logo em seguida a Globo me procurou e assim vieram os atores e empresários.”

Homem asiático encara a câmera e posa em fundo de tijolos aparentes. Veste camisa preta
Alexandre Won: ateliê e loja em Moema (Leo Martins/Veja SP)

A entrada do paulistano na alfaiataria e no mercado de luxo, porém, aconteceu pelo desejo de se vestir bem. “Nada atendia minhas expectativas. Eram sempre as peças pesadas com ombreira e nas cores comuns, como cinza e preto.”

Continua após a publicidade

Advogado de formação, ele começou a produzir as próprias roupas como autodidata e acabou largando a antiga profissão. “No início, não tinha literatura para estudar, nem escola ou faculdade, e cursos são raríssimos. Com o tempo, encontrei parceiros que me ajudaram com a parte técnica.”

No lugar dos cortes clássicos e sisudos, ele investe em tons alegres e versões mais leves e tropicalizadas, sem muitas dobras.

“Nada de calças justas, nunca gostei disso”, crava. “Sempre busco conceitos além da moda, como na arquitetura, e costumo fazer umas doze viagens por ano, que me dão critério estético para compor meu próprio equilíbrio.”

Continua após a publicidade
Homem asiático se encara no espelho vestindo camisa preta
Alexandre Won (Leo Martins/Veja SP)
Foto de ambiente de loja de ternos, com arara à direita e manequim ao fundo
Loja de Alexandre Won em Moema (Leo Martins/Veja SP)
Foto de lapela de terno preto
Detalhes: ternos prontos assinados por Alexandre Won (Leo Martins/Veja SP)
Fachada de loja com carro estacionado, cacto gigante à direnta.
Fachada de ateliê e loja de Alexandre Won (Leo Martins/Veja SP)

Publicado em VEJA São Paulo de 5  de abril de 2024, edição nº 2887

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.