Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Stephen King chama ‘Crepúsculo’ de “pornô para pré-adolescentes” e critica ‘Cinquenta Tons de Cinza’

O mestre dos best sellers de suspense, ao que parece, está furioso com os sucessos literários que andam fazendo a cabeça dos leitores mundo afora. Em entrevista ao jornal inglês The Guardian, o escritor americano Stephen King fez críticas pesadas à Saga Crepúsculo, de Stephenie Meyer, a Jogos Vorazes, de Suzanne Collins, e a Cinquenta […]

Por Tiago Faria Atualizado em 27 fev 2017, 00h08 - Publicado em 23 set 2013, 14h52

O mestre dos best sellers de suspense, ao que parece, está furioso com os sucessos literários que andam fazendo a cabeça dos leitores mundo afora. Em entrevista ao jornal inglês The Guardian, o escritor americano Stephen King fez críticas pesadas à Saga Crepúsculo, de Stephenie Meyer, a Jogos Vorazes, de Suzanne Collins, e a Cinquenta Tons de Cinza, de E.L. James (clique aqui para ler a entrevista completa, em inglês).

King, autor de livros popularíssimos como O Iluminado e Carrie, a Estranha, revelou que, em muitos casos, mal sente vontade de continuar a ler as tramas dessas séries populares. “Crepúsculo é pornô para pré-adolescentes. Não são livros sobre vampiros ou lobisomens. Eles são sobre como o amor de uma garota pode transformar um cara mau em um cara bom”, resumiu.

Sobre Jogos Vorazes, ele foi sucinto: “Li e não senti vontade de continuar. Não é diferente de O Sobrevivente (livro que ele escreveu e foi adaptado para o cinema com Arnold Schwarzenegger no papel principal), uma sátira aos reality shows”. O autor admitiu que se irrita quando dizem que o momento é uma “era de ouro” para o terror na literatura. “Não consigo pensar em nenhum livro atual que poderia ser comparado a O Exorcista“.

As críticas sobre Cinquenta Tons de Cinza foram um pouco mais amenas. “Chamam o livro de pornô para mamães, mas não é isso. É um livro de sexo para mulheres entre 18 e 25 anos. Também não fiquei com vontade de continuar.”

King lançará na quarta (26) a continuação de O Iluminado, chamada Doctor Sheep. A história acompanhará Danny Torrence, o menino da trama original, quarenta anos depois da tragédia. Será que, iniciada a leitura, dará vontade de continuar?

E então, leitores do Pop? Stephen King pegou pesado nas críticas aos best sellers de sucesso ou foi apenas sincero? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês