Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

O Twitter vai acabar? Internautas repercutem suposto fim após demissões

Até mesmo Elon Musk, novo dono da rede social, comentou sobre o encerramento das atividades

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 18 nov 2022, 16h00 - Publicado em 18 nov 2022, 15h59

Desde a chegada do bilionário Elon Musk ao comando do Twitter, a rede social já passou por uma série de mudanças. Na quarta-feira (16), ele enviou um e-mail aos funcionários com um ultimato, dando a eles a oportunidade de sair antes da nova cultura “extremamente dura, de longas horas de trabalho em alta intensidade” que pretende implementar.

+ Repórter da Globo dá empurrão em torcedor durante jornal ao vivo

Segundo informações da jornalista Zoë Schiffer, do site americano especializado em tecnologia Platformer, a empresa alertou os funcionários na noite de quinta (17) que todos os escritórios estão temporariamente fechados, sem explicar o motivo. Especula-se que Musk e sua equipe estão com medo de que os funcionários vão sabotar a companhia e avaliam quais crachás serão suspensos após o ultimato.

Esse movimento pode acarretar no esvaziamento de áreas críticas para a manutenção da plataforma. Ex-funcionários acreditam que a rede social pode falir em breve.

Continua após a publicidade

Com a sequência de acontecimentos, os internautas começaram a discutir sobre a possibilidade do fim do Twitter. A hashtag #RIPTwitter (“descanse em paz, Twitter”) ficou entre os assuntos mais falados ontem.

Até mesmo o próprio bilionário entrou na discussão e publicou uma foto de uma pessoa com o logo do Twitter no enterro da própria plataforma. Ele afirma não estar preocupado, pois “os melhores funcionários irão ficar”.

+ Quem é Joaquim Valente, o suposto novo amor de Gisele Bündchen

Continua após a publicidade

Em meio ao temor do encerramento das atividades, usuários repercutiram o assunto e se despediram da rede.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Musk concluiu a compra do Twitter por US$ 44 bilhões em 27 de outubro. Desde então, demitiu metade dos 7,5 mil funcionários da companhia em todo o mundo, incluindo no Brasil.

+ Assine a Vejinha a partir de 9,90.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.