Imagem Blog

Pop! Pop! Pop! Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Marcos Oliveira, o Beiçola, pede dinheiro para sobreviver; “Tenho fome”

Diabético, o ator usa bolsa de colostomia, faz uso de medicamentos e diz estar sem alimentos em casa

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
7 jul 2023, 11h21

O ator Marcos Oliveira, que interpretou o personagem Beiçola no seriado A Grande Família, da Globo, está passando necessidades. Em outra ocasião, o artista já havia usado as redes sociais para pedir emprego. Desta vez, ele usou o Facebook para pedir ajuda via PIX. “Me ajuda. Tenho fome”, publicou.

+Viúva de Gal Costa aplicou golpes financeiros e faliu a cantora, diz revista

Em entrevista à Quem, o ator, que mora em Botafogo, no Rio de Janeiro, disse estar sem dinheiro para se alimentar adequadamente, além de ter gastos altos com medicamentos e dívidas com bancos. “Estou sem dinheiro, sem trabalho”, lamentou. “Consegui uma ajuda, mas fiquei devendo cinco meses de aluguel. Preciso de 4 000 reais para começar a pagar o que devo em 18 vezes. Ainda tenho que pagar o aluguel, que é de 3 000 reais.” 

Recentemente, ele integrou o elenco de uma peça de teatro no Rio de Janeiro. “Atuei no espetáculo e depois tive propostas, mas nada fixo. As pessoas estão me ajudando com o que podem: 20 reais, 50 reais. Não tenho parentes, todos morreram. Só tenho uma sobrinha que mora em São Paulo, mas não pode me ajudar, ela também não tem condições”, contou. 

+Prédio na Consolação ganha mural gigante em homenagem a Elza Soares

Continua após a publicidade

O ator também enfrenta problemas de saúde. Ele faz uso de uma bolsa de colostomia, após ter passado por cirurgia em um hospital municipal do Rio em julho de 2022. “Estou com a bolsa de colostomia porque perto do ânus está cheio de fístulas. Não tem como fechar. Segundo meu urologista e meu coloproctologista, as fístulas ainda precisam ser investigadas para ver se vou ficar de colostomia ou se vão colocar para dentro.”

Diabético, o ator diz que está quase sem alimentos em casa e que precisa de trabalho para sobreviver. Ele já cogitou ir para a Casa dos Artistas, retiro que acolhe profissionais das artes no Rio de Janeiro, mas não quer largar suas três cachorras. “Elas são minha única referência de sentimento no mundo”, disse. 

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.