Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Hacker invade câmera de segurança da Amazon e conversa com criança

Vídeo mostra momento em que voz masculina fala com menina de 8 anos em seu quarto. Equipamento foi instalado pelos pais

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
11 dez 2019, 20h02

Uma família do condado de Desoto, no Mississipi, Estados Unidos, tomou um susto recentemente. Os pais haviam comprado uma câmera de segurança da empresa Ring, que pertence a Amazon, para colocar no quarto das três filhas. Um hacker, no entanto, conseguiu assumir o controle do aparelho, e chegou inclusive a tentar conversas com as meninas do casal, no dia 4 de dezembro.

O equipamento transmite ao vivo as imagens para os celulares dos donos, e possui também uma caixa de som acoplada, que permite a comunicação, além de microfone. Veja o vídeo que mostra o incidente:

Em entrevista ao canal americano WCM na terça-feira (11), a mãe, Ashley LeMay, falou sobre o caso. Faziam apenas quatro dias que o equipamento havia sido instalado na residência.

Continua após a publicidade

“Vi uma amiga vendo o quarto das filhas pelo celular” lembra ela de como conheceu o equipamento. “Fiz muita pesquisa antes de comprar, achei que realmente era seguro”, explicou Ashley, que queria monitorar as filhas enquanto trabalhava nos seus turnos noturnos como enfermeira.

O item foi comprado na Black Friday. O caso estranho começou quando a pequena Alyssa, de 8 anos, percebeu um som estranho vindo de seu quarto. “Ouvi algo batendo e perguntei, ‘quem está aí?’ “. Uma voz então responde a menina.

“Sou seu melhor amigo. Sou o Papai Noel, você não quer ser meu melhor amigo?”, diz a voz. Em seguida a menina começa a gritar por sua mãe. “Ele podia ter visto elas se trocando, fazendo qualquer tipo de coisa”, relata Ashley.

Continua após a publicidade

Ela admitiu, no entanto, que não ativou a autenticação em dois passos no dispositivo, o que poderia ter adicionado uma camada a mais de proteção contra a ação de hackers. A empresa afirmou para a mãe que segurança é a prioridade número um da Ring e que eles iriam investigar o caso. A polícia local também foi acionada.

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.