Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Bruno Gagliasso dá detalhes da briga com o irmão: “Não foi por política”

O ator também falou sobre quando transou com a esposa na escada de um prédio após uma separação

Por Redação VEJA São Paulo 6 jul 2022, 10h44

Bruno Gagliasso participou do podcast da esposa Giovanna Ewbank e de Fernanda Paes Leme e falou sobre a briga com o irmão, Thiago Gagliasso. Os dois estão brigados desde 2018. De acordo com ele, as desavenças não têm a ver com posicionamentos políticos.

“Não só posicionamento político. A gente enxerga a vida diferente (…) Não é por causa de eleição, é bom deixar isso claro, porque muita gente fala: ‘Eles brigaram por causa de política’. Não foi, a gente foi exposto de uma maneira, eu e minha mulher, que a gente não queria ser exposto, simples assim. Ficou muito evidente a nossa diferença, mas não foi por causa de política”, explicou Gagliasso.

+ Vacina da Covid: capital quer aplicar 4ª dose em pessoas acima de 35 anos

Ele também não descartou a possibilidade de uma reaproximação, mas disse acreditar que isso não seria possível hoje em dia. “Em algum momento talvez sim, mas hoje não consigo enxergar isso, porque admiração, respeito, afinidade, hoje não sinto por ele. O que eu sinto é o amor de irmão, isso nunca vai se apagar, e a saudade de tudo o que a gente viveu, isso é um fato”.

Sexo na escada

O ator também comentou sobre uma reconciliação após uma separação com Giovanna. O casal transou na escada do prédio do irmão da atriz e apresentadora. O barulho, no entanto, chamou a atenção de um vizinho.

“A gente estava empolgado, ficamos dois meses sem se ver e se amando. A verdade é que a gente se amava muito, e o encontro foi ‘pá’, fomos na escada para transar. O cara saiu armado, um delegado, e ouviu um barulho estranho e achou confuso. A gente estava no último andar, na casa de máquina”, lembrou.

“A gente foi para a escada porque não dava para transar na casa do meu irmão. A gente ia transar no quarto dele?”, falou Giovanna. “Fizemos tanto barulho! Aí de repente a gente sem roupa e, do nada, a escada de emergência fez um barulho. O cara com uma arma e a gente gritando falando ‘ai, Meu Deus’. Nunca mais voltei naquele prédio do meu irmão”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês