Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Anitta quebra silêncio sobre socialite que ameaçou divulgar vídeo

Denunciada por racismo, Day McCarthy ameaçou divulgar um suposto vídeo comprometedor da cantora nas redes sociais. "Calúnias absurdas", diz o comunicado

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 27 nov 2017, 17h23 - Publicado em 27 nov 2017, 17h10

A guerra protagonizada por Day McCarthy na internet acaba de ganhar mais um capítulo. Depois que a dita socialite ameaçou divulgar vídeos comprometedores de Anitta, a cantora quebrou o silêncio sobre o assunto.

O nome ela ganhou repercussão depois de um vídeo com ofensas racistas a Titi, filha de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso. O casal foi à polícia nesta segunda (27) denunciá-la por racismo. Depois da enxurrada de críticas, McCarthy ameaçou divulgar um suposto vídeo da cantora. “É o vídeo que eu falei, que eu fiz sem querer dela cheirando pó, e é o vídeo que eu tenho. Eu já soltei mais um pouquinho de prova. Vou soltando de pouquinho em pouquinho“, disse.

Autointitulada “socialite e escritora de sucesso”, Day McCarthy já apareceu ao lado de famosos como Katy Perry, Kim Kardashian, Cláudia Leitte, Anitta e Hugo Gloss em eventos concorridos no exterior. Em seu site, também diz ser ter se formado na prestigiosa universidade de Harvard e ser autora de 14 livros — sem dizer quais. Segundo informações do Extra, o nome verdadeiro dela é Dayane Alcântara Couto de Andrade, nascida no Espírito Santo.

Não é a primeira vez que a mulher se envolve em um caso similar: em junho, ela teve o perfil no Instagram apagado após ofensas a Rafaella, filha de Ticiane Pinheiro e Roberto Justus. Ela também estaria envolvida também nos xingamentos a Alexandre, filho de Ana Hickmann.

Por meio de sua assessoria de imprensa, ela divulgou nas redes sociais um comunicado sobre o caso. O texto diz que a cantora “lamenta profundamente que calúnias absurdas a seu respeito” estejam tirando o foco das ofensas de McCarthy a crianças. Ela também faz um apelo para que a mídia não dê espaço a “discursos de ódio e aproveitadores dessa natureza”.

Leia na íntegra:

Reprodução/Instagram

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)