Imagem Blog

Alessandra Rodrigues - Nutrição e Bem-Estar

Por Blog
Continua após publicidade

O efeito da bebida alcoólica na dieta

Apesar do alto valor energético, o álcool é chamado de caloria “vazia”. Isso porque ele é uma fonte de energia sem nutrientes, diferente de todas as outras que consumimos. Não pode ser armazenado no organismo por ser uma substância tóxica e, portanto, deve ser eliminado imediatamente. Para que isso ocorra, nossas vias metabólicas são todas alteradas, e […]

Por VEJA SP
Atualizado em 26 fev 2017, 19h13 - Publicado em 27 jan 2015, 15h35

CERVEJA-NUTRICAO

Apesar do alto valor energético, o álcool é chamado de caloria “vazia”. Isso porque ele é uma fonte de energia sem nutrientes, diferente de todas as outras que consumimos. Não pode ser armazenado no organismo por ser uma substância tóxica e, portanto, deve ser eliminado imediatamente. Para que isso ocorra, nossas vias metabólicas são todas alteradas, e entre as consequências, ocorre o favorecimento de acúmulo de gordura, principalmente na região abdominal.

+ Uso frequente de laxantes: muito mais perigoso do que parece!

Já quando se fala de alcoolismo o caminho é outro. O consumo excessivo de álcool pode levar a sérios danos no nosso organismo, começando pela esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado). Indivíduos alcoólatras tendem a ter peso baixo pois deixam de ingerir alimentos e consomem apenas o álcool, que de fato é calórico, mas como fornece calorias “vazias”, acaba resultando em uma desnutrição grave.

Continua após a publicidade

Ou seja, as bebidas alcoólicas “engordam” sem nutrir e podem levar à sérios prejuízos na saúde dependendo da dose. Alguns estudos chegam a apontar o álcool como fator de proteção cardiovascular se consumido moderadamente. Entretanto evidências de estudos mais recentes têm apontado para o álcool como risco e não benefício! Existe ainda a associação entre o aumento de lesão em atletas e o consumo de bebidas alcoólicas após treinos intensos ou competições.

+ Qual a diferença entre os vegetais frescos e congelados?

Destilados definitivamente têm maior valor calórico quando comparados a cerveja. Mas vale lembrar que, no caso da cerveja, a questão é a quantidade consumida, que normalmente é superior à dos destilados. Por isso, moderação é a lei para não acabar com a sua balança e saúde!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.